Onde ficar em Nova York – dicas de hospedagem

Nova York é uma cidade cara, já comentei aqui, e escolher onde ficar hospedado por lá não é tarefa fácil. Resolvi espreitar os laços com vocês leitores e passar aqui dicas que alguns me mandaram de onde ficaram, bem como suas impressões.

Não é muito difícil se decepcionar com os preços das hospedagens, ainda mais porque a maior parte dos hoteis regulares ou bons não tem preços atrativos (por isso falamos sobre fazer escolhas na hora da alimentação também).

Onde ficar em Nova York barato – Hostels

Sem dúvida um quarto compartilhado dentro de um hostel será a hospedagem mais em conta que encontrará. Se você for adepto desse tipo de hospedagem, poderá economizar em sua viagem para Nova York.

Um bom padrão da rede HI, mas que pro nosso bolso brasileiro no estado que a cotação do dólar se encontra no país, acaba não sendo muito barato, ainda mais para compartilhar quarto e banheiro, porém para o nível Nova York possui preços um pouco mais atraentes para escolher onde ficar. Alguns quartos possuem café da manhã incluso na diária e outros não. Ele está localizado a 10 minutos do Central Park.

Ambiente super descolado, numa região que não é tão central mas hoje em dia está super na moda, o Brooklyn. Os preços são um pouco mais atrativos e não possui café da manhã, mas como todo bom hostel, tem uma cozinha para poder fazer sua comidinha em paz.

Onde ficar em Nova York – Hoteis

“Achar hotel em NY não é uma tarefa fácil, primeiro porque parece que a cidade tá sempre lotada e segundo que os hotéis não têm preços muito ‘amigos’.

Na minha busca, acabei optando pelo Hotel Pod Times Square, na verdade ele ainda estava fechado quando reservei, fui com a cara, a coragem e as avaliações de hóspedes de outros hotéis da rede (São mais 3: Pod 39, Pod 51 e Pod Brooklin) durante as minhas pesquisas era a melhor relação custo/benefício.

O hotel inaugurou pouco antes da gente chegar. Como fui no inverno (fev/18) e era a minha primeira vez na cidade, optei por um hotel bem localizado, pra evitar grandes deslocamentos no frio congelante da cidade e assim aproveitar ao máximo a minha estadia.

A localização era excelente, na mesma rua da Estação e terminal rodoviário Port Authority, onde também tem a loja do Carlo’s Bakery. Fizemos praticamente tudo a pé em NY.

Quando reservamos sabíamos que o hotel não oferecia café da manhã, mas todos os dias tínhamos café, chá e leite com muffins à disposição. ♥

Ponto importante: o quarto era bem pequeno, mas confortável, banheiro excelente e tudo bem novinho.”

– Rapha @duasmalasviajantes

onde ficar em nova york
Rapha, lindona posando na Times Squar

A Bia, seguidora super querida, já se hospedou em dois lugares diferentes por Nova York:

Ela achou “meio longe”. Pelo que vi rapidinho no tripadvisor o Hotel possui referências de medianas para boas.

“Hotel mais novo com café da manhã e cozinha, acho que valeu mais a pena. Fizemos três jantares. Tem carro que pega e leva no aeroporto e a negociação pelo hotel economiza uma boa grana. Para ir embora cheia de mala vale a pena.” @bia_ag

LEIA MAIS:
Qual a melhor época para visitar Nova York
Como se locomover por Nova York
Onde comer em Nova York – do barato ao luxo
Vida noturna em Nova York
Principais pontos turísticos de Nova York
Nova York fora do óbvio

Já a Giovana contou um pouquinho de sua experiência na cidade como um todo:

“Fui em setembro de 2016, fiquei no Hotel Radisson Martinique, achei bem caro, mas como tudo em NY. Ele é muito bem localizado na esquina da Broadway com a 32nd ST e o café da manhã era caríssimo, aí eu tomava na lanchonete que tem na frente. Ficamos por volta de 01 semana e fizemos diversos passeios.

Eu fiquei apaixonada por lá, voltaria mais vezes. Achei tudo muito cosmopolita como todo paulistano gosta. Mas a melhor coisa, sem dúvida, foi o espetáculo do Fantasma da Ópera que assisti da segunda fileira. O investimento é alto, entretanto, nunca fiquei tão emocionada com um espetáculo, vale cada centavo.

O bom de lá é que metrô funciona muito bem para todos os lugares, já as acomodações são bem caras, assim como as comidas em geral. E os restaurantes fecham cedo.

Teve um episódio de bomba na semana que estivemos na cidade. Meu Deus! Tudo parou. Fica um trânsito insuportável, polícia para todos os lados e os cidadãos desesperados. Eu fiquei assustada, mas tinha sido alarme falso.

Mas todo mundo deveria conhecer NY e seus locais encantadores. Uma das minhas cidades preferidas.” – Giovana Crizol.


Caso queira procurar mais opções de hospedagem em Nova York, indico fazer a busca pelo Booking.com. Toda reserva que você faz por um link aqui do blog eu ganho uma comissão, enquanto você não paga nada a mais por isso. E ainda ajuda a manter o Além da Curva no ar, com muitas novidades sempre.


Seguro Viagem: EUA
AC 150 + TELEMEDICINA AC 150 + TELEMEDICINA Assistência médica USD 150.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 22/dia*
TA 100 TA 100 Assistência médica USD 100.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 23/dia*

Você pode gostar

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *