05 coisas (quase de graça) para fazer em Copacabana e no Leme

sabem que eu sou puro amor quando se trata do Rio, mas não irei omitir nenhuma informação. Dizem que em Ipanema rola uma festa super agradável na praia também, mas como não fui pra lá, não sei

A praia de Copacabana é a mais famosa do Rio de Janeiro e fica na Zona Sul. É difícil alguém ir pela primeira vez na cidade e não se emocionar ao andar em seu enorme calçadão tão conhecido.

Ali, a qualquer hora do dia encontraremos muitos turistas, que sabem que esse é um dos cartões postais mais famosos do Rio e imperdível de conhecer, ao menos na primeira visita.

A praia começa no posto 1, que fica no Leme e se estende até o posto 6, em Copacabana. Como é uma praia só, os bairros se confundem, mas se quiser ter uma noção de onde está lembre-se que o Leme vai praticamente até o Posto 2 e a partir daí até o 6 já é Copacabana.

Eu, particularmente, prefiro o canto do Leme, é mais vazio. Ao longo do calçadão existem vários quiosques em que você pode sentar tanto durante o dia quanto a noite para aproveitar com a família e amigos, muitos tem música ao vivo. É bem gostosinho, na minha opinião, para aproveitar no fim da tarde e comecinho da noite.

Fora da Av. Atlântica, que beira a praia, Copacabana é uma região de muitas lojas. A Av. Nossa Senhora de Copacabana tem muitas lojas populares, restaurantes e redes fast food. A Rua Barata Ribeiro, um pouco mais residencial, também possui alguns cantos para comer.

LEIA MAIS:
Onde ficar no Rio de Janeiro – dicas de hospedagem
05 passeios imperdíveis no Bairro da Urca
10 lugares para conhecer entre Ipanema e Leblon
Como chegar na Ilha de Paquetá

Falando em prédios residenciais, uma curiosidade pelo menos para a paulista aqui é o tamanho que todas as janelas tem. Elas são bem maiores do que estou acostumada a ver em São Paulo, mas também, imagino que com o calor que faz no Rio, precisava mesmo ser assim.

De frente para a praia, muitos hotéis famosos e caros dividem espaço com prédios residenciais que nunca na minha vida eu conseguiria comprar. Muitos apartamentos que cobrem um andar todo e mesmo aqueles que dividem o andar com outros, dá pra perceber que são lugares caros, afinal, estão na praia mais conhecida do Brasil!

Se você não estiver hospedado em Copacabana, consegue de modo muito fácil chegar lá de metrô. É a zona turística mais bem abastecida do transporte público. O Metrô Cardeal Arcoverde te deixa há 02 quadras do Posto 2, o Metrô Siqueira Campos te deixa há 03 quadras do Posto 3 e o Metrô Cantagalo te deixa a 04 quadras entre os postos 4 e 5.

Uma das melhores coisas é alugar uma bike daquelas do Itaú e percorrer pelas praias da zona sul. Se preferir caminhar, também é ótimo, pois apesar de distante, a gente mal vê o tempo passar quando está caminhando por ali.

Outro dia levei uma amiga minha de SP para lá e ela ficou deslumbrada passeando pela orla de Copacabana, disse que parecia estar em uma novela.

Bom, vamos a lista que dá nome à esse post, separei 05 passeios para vocês colocarem na lista quando forem visitar o Leme e Copacabana.

1. Leme – Posto 1 – Mirante:

Bem no começo da praia encontra-se o Morro do Leme, onde fica o Mirante. Por uma trilha você chega até o Forte Duque de Caxias, de onde se tem uma vista incrível em 360 graus. Para isso você precisa entrar pelo Centro de Estudos de Pessoal (CEP) e pagar R$ 4,00 (inteira) ou 2,00 (meia).

Dica: as terças-feiras a entrada é gratuita. Abre de terça a domingo das 09h30 as 16h30. Maiores de 60 e menores de 10 anos, assim como militares, não pagam em nenhuma ocasião.

2. Copacabana Palace – Posto 2:

O icônico hotel, que já apareceu em mais novelas do que eu consigo contar e que até hoje é referência na cidade do Rio de Janeiro, merece pelo menos uma passadinha rápida por fora. Muitos turistas posam na frente do Copacabana Palace e garantem suas fotos ali.

Na época do reveillon, a praia na frente dele é a área que mais fica lotada. Quem quiser se hospedar lá, clica aqui no link para ver preços. Você pode, também, reservar alguns dos restaurantes ou visitar o Bar do Copa, mesmo sem estar hospedado.

3. Av. Atlântica aos domingos:

Assim como a Av. Paulista aqui em São Paulo, a Av. Atlântica lá no Rio fecha para veículos, trazendo aquele povo que já ama fazer exercício ainda mais para a rua.

O clima é agradável demais e até você vai querer alugar uma bicicleta para curtir ainda mais a vibe do espaço onde se encontra. Pais levam seus filhos e animais para curtir o dia, você vai ver muita gente andando de bicicleta, skate e patins, além dos que preferem fazer exercício físico apenas correndo.

No meio de tudo isso, ainda existem os turistas andando e tirando foto de cada ponto da avenida. Não deixe de reparar nas esculturas de areia que alguns artistas fazem por ali, são bem bonitas. E, claro, tem os banhistas curtindo a praia.

Ao mesmo tempo em que uma galera está correndo, fazendo exercício coisa e tal, você não precisa ter pressa por ali, pode andar e apreciar a vida correndo solta nessa cidade vibrante.

4. Carlos Drummond de Andrade e Dorival Caymmi:

Com certeza você irá se deparar com as estátuas dessas duas figuras da arte brasileira. Ambos estão na altura do Posto 6, separados por poucos passos.

O poeta Drummond está sentado em um banco, quase na ponta dele, te convidando a sentar junto e trocar confissões. As vezes rola até fila para garantir uma foto com ele.

Já o músico, Caymmi, está caminhando, sorrindo a toa para as fotos que os turistas irão tirar com ele.

5. Forte de Copacabana + Confeitaria Colombo:

Bem no final da praia está o Forte de Copacabana, com entrada custando R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia), sendo gratuito o acesso de terça-feira. Funciona de terça a domingo e feriados das 10h as 18h.

É um local super bacana pra visitar, que também rende um visual da praia muito lindo. Lá dentro possui um museu, a fortificação e a cúpula dos canhões.

Encontramos dois restaurantes, sendo o mais famoso e o que indico a unidade da Confeitaria Colombo. Claro que a tradicional fica no centro do Rio de Janeiro, porém a do Forte tem uma vista muito especial (ainda mais se você conseguir uma mesa do lado de fora). É um local em que você pode tomar um delicioso café da manhã e certamente vale a visita.

BÔNUS: Réveillon em Copacabana!!

Não poderia deixar esse post sem falar sobre esse que é o reveillon mais famoso do nosso país.

Ouço de muitas pessoas e eu também pensei assim: preciso pelo menos uma vez na vida passar a virada do ano em Copacabana! Em 2016 lá fui eu com mais 4 amigas riscar esse item da bucket list.

Não nos planejamos muito, mas na época do reveillon, para quem está de metrô existe um bilhete especial, eles possuem horários certos para utilizar, inclusive durante a madrugada. Mas pense bem na sua logística porque o metrô fica entupido de gente.

Fomos para o ponto perto do Copacabana Palace e fica insuportável aquele mar de gente. Nos desvencilhamos e conseguimos, por fim, chegar até a areia. Compramos um espumante no mercado e fomos ser felizes nessa virada de ano.

Começaram a chegar mais perto vários navios de cruzeiros, todos iluminados e o show de Elba Ramalho contaminava aquela multidão vestida de branco. Os fogos se iniciaram e, eu que odeio essa parte, fiquei simplesmente deslumbrada.

Sério gente, eu não curto fogos, mas aquilo foi lindo de ver. Toda aquela atmosfera que cresci ouvindo sobre a queima de fogos de Copacabana talvez me fizeram aceitar aquele momento e ficar muito feliz de estar ali. Fomos pular as 7 ondinhas, claro.

Pena que logo que acabaram os fogos, começou um arrastão, pessoas vindo não sei de onde, correndo e puxando os celulares das milhões de pessoas que se encontravam gravando e tirando fotos desse momento. Eu e minhas amigas não perdemos nada, ainda bem.

Só que foi um Deus nos acuda, todo mundo começou a correr pra Av. Atlântica e aquela cena me deixou super triste. Talvez se tivéssemos pesquisado melhor, saberíamos dessa informação e teríamos visto a queima de fogos de outro canto.

Vocês sabem que eu sou puro amor quando se trata do Rio, mas não irei omitir nenhuma informação. Dizem que em Ipanema rola uma festa super agradável na praia também, mas como não fui pra lá, não sei dizer.

Mas e aí, tem algo para acrescentar nessa lista? Me conta!

 

 

 

Você pode gostar

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *