O que fazer em Medellin e Guatapé, na Colombia

MEDELLIN

Medellin é considerada o principal polo tecnológico da Colombia e a segunda maior cidade em termos de população. A historia dessa cidade me chamou muita atenção pois já foi considerada uma das mais perigosas do mundo por conta do narcotráfico e conseguiu se transformar graça a um grande investimento na educação. Atualmente Medellin já ganhou prêmios por ser a cidade mais inovadora do mundo devido aos avanços na política, educação e desenvolvimento social.

Na minha opinião Medellin é melhor do que Bogotá tanto em infraestrutura quanto em beleza. Essas cidades tem uma competição saudável no país igual São Paulo e Rio de Janeiro aqui no Brasil.

Como chegar

Do Brasil, não existem voos diretos para Medellin, precisando fazer escala em Bogotá. Da capital colombiana até lá de avião dura cerca de 40 minutos e de ônibus 12 horas.

O que fazer

Conheci super pouco da cidade pois já estava indo embora no dia seguinte, recomendo 04 dias para conhecer bastante pontos turísticos.

Alguns pontos que visitei e acho que valem a pena são:

  • Parque Arví: saindo do metrô Acevedo (2400 COPs) você pega um teleférico por mais 2400 COPs, passa por toda a favela (lá tem muita) e começa a subir pela floresta, é bem bonita a vista. Não pude aproveitar muito do parque porque tinha tour agendado e o passeio do teleférico demora.
  • Parque Pies Descalzos
  • Monumento a La Raza
  • Plaza Botero, que parece a rua 25 de março de São Paulo. Lá tem várias estátuas do artista – dizem para passarmos a mão nas partes íntimas da estátua para ter sorte no amor.

Como mencionei, fiz um Free Walking Tour pela cidade, ele saiu da estação Alpujarra e passou pelo centro da cidade, contaram toda a historia de Medellin que era uma das cidades mais perigosas do mundo por conta do narcotráfico (Pablo Escobar) e como se reinventaram depois que tudo isso acabou, tornando-se uma das cidades mais importantes do país.

A noite consegui sair e fui para o Parque Lleras, a Vila Madalena de Medellin, com vários bares e festas boas. Eu entrei em um baile de reggaeton no Vintrash Bar.

Infelizmente não consegui conhecer alguns lugares que estavam na minha lista como o bairro Poblado Paisa que é um bairro antigo histórico e a Comuna Treze, comunidade que já foi a mais violenta e hoje virou um lugar turístico deixando a violência de lado e dando lugar a vários grafites.

LEIA MAIS:
O que fazer em San Andres
O que fazer em Cartagena

GUATAPÉ

A 75km de Medellin, encontrei a cidade de Guatapé, bem pequena, mas tudo tão bonitinho, que parecia montagem, uma cidade cenográfica de tão linda que é. A maior parte são turistas, já que não possui muitos moradores.

Para chegar em Guatapé peguei um ônibus no terminal norte de Medellin que custou 14500 COPs e demorou 02 horas para chegar. Como minha hospedagem não era bem no centro, peguei uma tuk tuk (bastante utilizado por lá) até o hostel que custou 6500 COPs.

Onde se hospedar

Casa Kayam Hostel: fiquei apenas uma noite mas já queria passar uma semana inteira ali. O hostel conta com uma vibe totalmente diferente de qualquer um que eu já me hospedei, é feito para relaxar mesmo e o hóspedes seguem essa mesma linha, são alternativos, a maioria artistas bem good vibe.

Adorei a estrutura, eles possuem um espaço bem grande, a cozinha, por exemplo, é boa e bem grande, podemos separar nossa comida, colocar nosso nome e conta com gavetas para deixá-las.

A área de interação entre os hóspedes também é ótima. Como disse, a vibe ali é diferente, inclusive as pessoas que trabalham por lá também são. Fico até sem palavras para explicar, mas foi tão acolhedor, sempre solícitos, ajudando no que precisar e com sorriso no rosto. O wi-fi pega muito bem nas áreas comuns. A área social conta com uma vista deslumbrante da natureza. É uma hospedagem perfeita para quem quer ler um livro, fazer yoga (inclusive em grupo) ou tocar violão.

Está localizado a 05 minutos do centro de Guatapé de tuk tuk e 20 minutos andando, por lá oferecem vários tours de bicicleta, trilhas, passeio a cavalo, caiaque na represa e muito mais. É um local recomendadíssimo para quem quer curtir a natureza. Lá sempre tem música também e várias outras atividades. Tudo lá é bem alegre, com espaços para relaxar e murais coloridos.

O quarto é bom e possui banheiro dentro dele. Fiquei em um quarto misto com 06 camas confortáveis, mas quando fui só tinham duas meninas. A limpeza de lá era boa. Além do compartilhado, possuem quartos privados, redes e camping.

Eles possuem um mirante e adorei ver o pôr do sol ali. Para quem gosta de interação até altas horas, eles contam com dois ônibus para as pessoas irem lá fazer festa e conversar sem atrapalhar quem quer dormir. Foi muito maneiro conversar com o pessoal “diferentão”, good vibes rs.

Para quem é artista ou apenas quem se identifica com qualquer tipo de arte, ali é o lugar, eu não queria ir embora. Eles estão construindo um estúdio de gravação que tenho certeza será muito utilizado por artistas incríveis que passam por lá. Já preparo minha volta, porque ali realmente me senti em casa.

O que fazer em Guatapé

  • Pedra do Peñol: quando se chega na entrada pode ir andando, porém como eu já sabia que me esperavam 659 degraus mais pra frente, peguei uma tuk tuk até onde foi possível e foi a melhor coisa que fiz, minhas pernas estão doendo até hoje haha Na entrada paga-se 18 mil COPs para subir na pedra e aí não tem jeito, precisa encarar os degraus, mas garanto que a vista lá de cima compensa muito todo o esforço físico, a vista da represa é linda demais, muito bom ter o privilégio de contemplá-la. Lá em cima possui, ainda, caso precise, restaurantes e banheiros.
  • Fazenda do Pablo Escobar: fica a 25 minutos da cidade e paga-se 120 mil COPs para entrar, infelizmente eu tinha tão pouco tempo que não pude conhecer, mas fica a super dica.
  • Passear pelo centro da cidade: um charme imenso, como eu disse, parece cidade cenográfica, é muito coloridinha com uma vibe toda fofa.

Aproveite sua viagem à Colômbia e conheça também Bogotá. No blog Panorama de Viagem você encontra várias dicas, inclusive sobre o Tour pelo interior da Catedral de Sal em Zipaquirá.

* O Casa Kayam Hostel nos forneceu hospedagem como cortesia nessa viagem. Por favor, veja a política do blog para mais informações.


Caso queira procurar hospedagem em Medellin, indico fazer a busca pelo Booking.com. Toda reserva que você faz por um link aqui do blog eu ganho uma comissão, enquanto você não paga nada a mais por isso. E ainda ajuda a manter o Além da Curva no ar, com muitas novidades sempre.


Seguro Viagem: América do Sul
TA 40 Especial - Internacional TA 40 Especial - Internacional Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 9/dia*
AC 35 INTER + TELEMEDICINA AC 35 INTER + TELEMEDICINA Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 12/dia*
AT 40 INTER AT 40 INTER Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.500 (COMPLEMENTAR) R$ 27/dia*

Você pode gostar

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *