O que fazer em San Andres, na Colômbia

O que fazer em San Andres

A energia das pessoas em San Andres é incrível e parece uma extensão da Jamaica. Todo mundo é feliz e levam um estilo de vida mais simples. Tem uma energia de reggae, todo mundo mais sossegado na ilha isolada que traz muito a vibe dos africanos que aqui colonizaram. Então bora descobrir tudo o que podemos fazer nessa parte tão especial do mundo que é San Andres.

San Andres é praia, diferente de Cartagena que tem uma cidade mais bonita, aqui a cultura é totalmente diferente por ser, como disse, uma parte isolada, mais parecida com a Jamaica com estilo de vida e língua, inclusive, diferentes – além do espanhol, em San Andres também falam crioulo.

Para saber a melhor época para visitar San Andres, clique nesse link do blog Viajando com a Mala Rosa, que explica essa questão bem detalhadamente.

Como chegar

Chega-se na ilha através de avião. Há voos saindo de Cartagena e Bogotá e é obrigatório ter o voo da volta. Paga-se uma taxa de turismo de 109 mil COPs no balcão da própria companhia aérea e é necessário apresentar no desembarque.

LEIA MAIS:
O que fazer em Cartagena
O que fazer em Medellin e Guatapé

Onde se hospedar 

El Viajero Hostels San Andres: Assim como em Cartagena, fiquei hospedada em San Andres na rede El Viajero e aqui a vibe, assim como a ilha, é bem diferente. Acredito que posso bater o martelo ao dizer que esse é o hostel mais brasileiro de San Andres, encontrei tantos viajantes do Brasil, a maioria que estava hospedado era do meu país e eu achei o máximo. Fiquei sozinha em San Andres, mas estar hospedada em um hostel com muitos brasileiros, facilitou de fazer amizades, que me foi muito útil inclusive na hora de fechar passeios.

Aqui são 05 andares, então os hóspedes vão todos para o bar no terraço para poderem socializar entre si, foi lá que conheci a galera toda e onde organizávamos os roles para balada e para os tours do dia seguinte. Existe aula de dança, aqui eles ensinam bachata e tem música ao vivo. Paguei em um drink no bar do hostel 10 mil COPs.

Fica localizado no centro, da pra ir a pé (05 minutos) até a praia e tem lojas e supermercados muito perto.

Fiquei em um quarto compartilhado feminino com 08 camas confortáveis e banheiro dentro do quarto, e o chuveiro só saia água gelada. A limpeza de todo ambiente era boa. Tem também ar condicionado e armários para colocar seus pertences.

O café da manhã está incluso na diária e serve pão, queijo, manteiga, iogurte, cereais, fruta, café e suco. O suficiente para não começar o dia com fome.

Eles também oferecem vários passeios: para a ilha Jhonny Cay, mergulho, parasail, aluguel de bicicletas, moto e carrinho de golfe. Os funcionários são super organizados e gentis.O que fazer em San Andres

O que fazer em San Andres

  • Praia de San Luis: vale muito a pena colocar no roteiro de San Andres, ela fica do lado leste da ilha e, na minha opinião, é a melhor praia, uma vez que fica afastada do centro e por isso não existem muitos vendedores ambulantes (acredite, eles te tiram do sério com a insistência). Mesmo sendo afastada existem algumas opções de almoço por 3000 COPs e um bar bem gostoso para tomar drinks curtindo a vibe de reggae da ilha.O que fazer em San Andres
  • Praia de Rocky Cay: dá pra curtir a praia, almoçar e tem uma travessia que leva até uma ilha com um navio naufragado.
  • Volta na ilha: você pode alugar uma moto (8000 COPs), carrinho de golfe (12 mil COPs) ou mule (16 mil COPs) e dirigir até vários pontos como West View, La Piscinita, Hoyo Soplador, Playa de San Luis e Rocky Cay Beach.
  • Passeio de barco para Jhonny Cay, El Acuario e Mantarrayas: custou 45 mil COPs agendando com o hostel. Jhonny Cay é uma ilha que fica em frente a praia que eu estava hospedada. Levei sanduíche para economizar porque me falaram que lá seria caro para comer. Saímos as 10 horas do hostel e fomos para a ilha, onde ficamos até as 14 horas. Depois fomos para o paraíso Acuario, uma outra ilha que tem corais e dá para ver os peixinhos, bem bonito. E passamos por Mantarrayas para ver e passar a mão nas arraias.
  • Praia Spratt Bight: fica a 02 quadras do hostel, praia bonita com um calçadão, limpa e com mais opções de restaurantes, por isso mesmo é mais lotada (eu particularmente prefiro praias mais isoladas). Aqui você pode ir ao terraço do Hotel Calypso, para entrar precisa consumir um drink (minha limonada de coco custou 10 mil COPs – mais barato que na praia) que te dará direito a uma vista incrível, poderá desfrutar da piscina e passar uma tarde relaxando, porque ali no Hotel não é lotado.
  • West View: vá ao bar Reggae Roots ao invés ir no restaurante do lado para pular de trampolim, pois nesse bar não paga nada, enquanto no outro paga-se 4 mil COPs. Você passa o dia apenas consumindo, minha limonada de coco aqui custou 14 mil COPs e o almoço é uma delícia com pescado, arroz, salada e pan de fruta por 30 mil COPs. A piscina natural de lá é incrível! Leve snorkel, se tiver, para ver os peixinhos e fique para o pôr do sol que aliás é maravilhoso. Como eu disse, o restaurante do lado precisa pagar para entrar e tem um tobogã e trampolim, recomendo apenas se quiser muito utilizar o tobogã de lá, pois no Reggae Roots também tem um trampolim com a diferença de não pagar para entrar.
  • Balada: na ilha há poucas opções, a única que eu fui e ouvi falar foi a Coco Loco. Paga-se 20 mil COPs para entrar e toca bastante reggaeton, música eletrônica e funk. Os drinks custam em torno de 20 mil COPs e ao fundo tem um deque onde é possível apreciar o mar caribenho.
  • Voo de Parasail: acabei não fazendo uma das principais atividades de San Andres e como me arrependo. Mas deixo aqui para um post completo do blog Cantinho de Ná, onde a Cynara conta tudo sobre o voo de parasail em San Andres.

Ônibus em San Andres: custa 2400 COPs e compensa caso você queira ir para um lugar específico, agora se quiser fazer várias paradas, melhor alugar um carrinho de golfe ou mule. Abaixo segue um cartão de outra empresa que aluga esses veículos.

Providencia: não consegui ir por não encontrar passagem ou catamarã disponíveis. Você chega até lá apenas dessas duas formas. O catamarã não vai todos os dias e quando eu cheguei não tinha mais vagas, ele custa R$ 650,00 e o avião custa R$ 1000,00. Recomendo muito, pois me arrependi, todos que vão falam super bem. Acredito que a vibe de Providencia seja melhor ainda que a de San Andres por ser mais isolada ainda. Vão poucas pessoas, praias são desertas e quem mora lá é bem local mesmo. Em San Andres tem muitas pessoas na praia.

Onde comer em San Andres

Na Colômbia eles comem Arepas toda hora. É uma massa de farinha de milho que eles fritam e recheiam com queijo, carne ou frango. Vale a pena experimentar. Custa em media 3 mil COPs.

Restaurante Tropicana: almocei arroz de coco, salada, peixe frito e plátano, tomei um suco de água de panela, uma bebida típica colombiana como se fosse um suco de rapadura. Gastei 20 mil COPs.O que fazer em San Andres

 

* O El Viajero Hostels nos forneceu hospedagem como cortesia nessa viagem. Por favor, veja a política do blog para mais informações.

Seguro Viagem: América do Sul
TA 40 Especial - Internacional TA 40 Especial - Internacional Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 10/dia*
ITA 60 SMART INTER ITA 60 SMART INTER Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.000 (COMPLEMENTAR) R$ 13/dia*
Intermac I30 Intermac I30 Assistência médica USD 30.000 Bagagem extraviada USD 350 (SUPLEMENTAR) R$ 11/dia*

PLANEJE SUA VIAGEM!

Toda reserva que você faz por um link aqui do blog eu ganho uma pequena comissão, enquanto você não paga nada a mais por isso. E ainda ajuda a manter o Além da Curva no ar, com muitas novidades sempre.

Então, que tal reservar?

Hospedagem com ótimos preços pelo Booking.

Aluguel de quarto ou apartamento pelo Airbnb.

Seguro viagem pela Seguros Promo.

Chip internacional com a Viaje Conectado.

Você pode gostar

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *