Onde ficar no Rio de Janeiro – dicas de hospedagem

Toda vez que vou para o Rio de Janeiro procuro onde ficar hospedada no raio da Zona Sul e Centro. São lugares que tem metrô próximo e que posso fazer muitos programas a pé.

Meus amigos estão todos perto do Centro, os barzinhos e baladas que mais gosto também estão por ali, tudo fica mais barato para mim quando me hospedo ao redor da zona central e de preferência com metrô do lado.

Eu tento ir pelo menos uma vez por ano pra cidade maravilhosa pra repor minhas energias, balancear minha alma. Já disse em outro post como essa cidade me faz bem.

LEIA TAMBÉM:
O que é um hostel e como funciona
07 praias que você precisa conhecer no Rio de Janeiro
Bate e volta Rio x Petrópolis
O que fazer no Jardim Botânico – RJ

Vou falar um pouquinho sobre os lugares em que já me hospedei no Rio de Janeiro.

Teve algumas vezes que fiquei em casa de amigos e outra que usei o AIRBNB, um site de aluguel de casas inteiras ou de quartos, muito legal e super recomendado. Inclusive se você ainda não possui cadastro, aqui te dou R$ 130,00 de desconto.

Bom, vamos às minhas considerações de onde já me hospedei na cidade do Rio de Janeiro, irei deixar os links pelo booking.com, site parceiro do blog, que eu sempre utilizei e que, se você fizer sua reserva pelo meu link, ajuda o Além da Curva a se manter ativo e não paga nada a mais por isso.

Onde ficar no Rio de Janeiro: hostels

Villa 25:

O hostel Villa 25 é muito bom, está localizado no bairro de Laranjeiras e há poucos metros do metrô Largo do Machado.

Eu adorei a estrutura dele, possui uma piscina, que eu não utilizei pois o tempo não estava apropriado. Possui um restaurante aberto ao público que serve comida e hambúrguer deliciosos.

Fiquei em um quarto compartilhado para 06 mulheres e em outra vez em um misto para 06 pessoas, eles são pequenos, mas não é um problema. O armário não cabe uma mochila ou mala de tamanho médio pra cima.

O banheiro é do lado de fora e super limpo, assim como o quarto era.

O café da manhã possui boas opções, com pães, frios, frutas, bolos, ovos. Achei bem gostoso.

O que é um hostel e como funciona

O lugar é grande e eu me perdi várias vezes tentando achar meu quarto, mas é uma hospedagem que eu recomendo demais.

Hoje, dos lugares que já me hospedei no Rio de Janeiro, esse é o meu preferido e o que mais recomendo.

A média do preço em um quarto compartilhado é de R$ 60,00.

Selina Lapa:

Em minha última ida ao Rio fiquei na mais nova opção de hospedagem do centro da cidade: o Selina Lapa.

onde ficar no rio de janeiro

Ele é uma mistura entre hotel e hostel, dividido em dois prédios: o histórico (de frente para a rua) e o moderno (nos fundos).

A qualidade é realmente excelente, gostei muito de ficar no Selina em minha estadia no Rio de Janeiro.

O que fazer na Lapa e em Santa Teresa

Juntamente com a Mariana, do blog Mariana Viaja, fechamos uma parceria com eles e ficamos em um quarto que cabiam 04 pessoas com duas camas de solteiro mais uma beliche.

Também possuem quartos privativos e coletivos para seis ou oito pessoas, contando com toalha, roupa de cama, wi-fi e locker (não esqueça de levar seu cadeado!).

O café da manhã é pago a parte e possuem uma cozinha incrível para deixarmos nossos alimentos e cozinharmos. Como está no centro, tem várias padarias por perto também.

O Selina Lapa é todo jovial, repleto de grafites que eu amei.

Há uma sala de exibição de filmes e uma biblioteca muito fofa também. Vale a pena conhecer.

O que é um hostel e como funciona

De quarta à domingo no terraço do Selina tem um bar e acontecem eventos, que não acabamos não conhecendo.

Mas nos outros dias e horários subimos e nos deparamos com uma vista para os Arcos da Lapa e Catedral Metropolitana, que estão mega perto.

Na área do primeiro prédio, logo na entrada, também funciona um bar e uma rádio.

A diária do quarto compartilhado sai em média R$ 70,00. O quarto privativo duplo sai entre R$ 265 a 320,00.

El Misti:

Uma rede com hostels em Copacabana e Ipanema. Já me hospedei no de Botafogo (que foi fechado recentemente), era bem agitado, com uma equipe de staffs maravilhosa e muita movimentação de viajantes, a maioria de fora do país.

Também me hospedei no El Misti Suites Copacabana, sendo esse bem mais quieto.

O café da manhã foi ótimo, as camas eram confortáveis e tinham armários para guardarmos as malas, porém o banheiro do quarto feminino era minúsculo, mal dava para se movimentar lá, quem dirá tomar banho.

Esperava sempre para usar os banheiros do lado de fora. Em geral gostei mais do de Botafogo, mas como ele não existe mais, dá para procurar os outros.

Há também uma unidade do El Misti em Ipanema.

A média da diária é de R$ 36,00 nos quartos compartilhados.

Onde ficar no Rio de Janeiro: hotéis

Rede Windsor Hotéis:

Já me hospedei em três oportunidades no Windsor Palace, em Copacabana.

O hotel está há uma quadra da praia, no posto 03 e conseguimos vê-la do terraço onde possui piscina e academia.

Os funcionários às vezes são mais reservados e outros já são super simpáticos, nada que os desabone. Limpeza sempre impecável, não tenho nada a reclamar disso. O serviço de quarto é rápido e caro, como a maioria dos hoteis.

05 coisas (quase de graça) para fazer em Copacabana

Café da manhã bom, com pães diversos (francês, de queijo, croissaint, etc), frios, frutas da estação, bolos, sucos, café, leite, ovos mexidos, salsicha.

Wi-fi sempre funcionou perfeitamente, inclusive já utilizei para downloads de filmes e nunca travou.

onde ficar no rio de janeiro

Em uma oportunidade, fui para fazer um concurso e escolhi o Windsor Asturias, na Lapa. Localização incrível, até para quem quer curtir a vida boêmia do bairro, pois é pertinho dos Arcos da Lapa.

Visitei a famosa confeitaria Colombo, o Theatro Municipal, Museu de Belas Artes e depois parei em um barzinho ali no coração da Lapa. Fiz tudo isso a pé, sem problema algum. Na ocasião, o Tom Zé, que iria fazer um show no Circo Voador estava hospedado lá, por ser perto demaaais da casa de show.

Aqui achei os funcionários muito simpáticos em todos os momentos.

Não pedi serviço de quarto, mas fiquei em um quarto incrível com vista para o Cristo Redentor, uma cama que cabiam 04 Julianas e banheira. Aqui o wi-fi também foi ótimo.

A diária custa a partir de R$ 300,00.

Sheraton Grand Rio:

Hotel já renomado e tradicional na cidade do Rio de Janeiro. O hotel Sheraton fica no Leblon, perto da praia.

O preço não é um atrativo, mas a infraestrutura é muito boa, com quadras poliesportivas, uma piscina gigante e outra piscina infantil com recreação, vários restaurantes bem gostosos mas um pouco caros e bares fantásticos.

onde ficar no rio de janeiro

É um hotel pé na areia, com uma praia praticamente privada (conhecida pelos cariocas como Praia do Vidigal), mas pra quem quiser agito está também a poucos minutos das praias do Leblon e Ipanema.

10 lugares para conhecer entre Ipanema e Leblon

O ponto negativo para mim foi o wi-fi que é super fraco. Claro, você tem a opção de pagar e ter uma velocidade maior, mas acho que isso deveria ser grátis para todos os hóspedes.

O quarto em si é ótimo, super confortável e o que mais encanta definitivamente é a vista para a Praia de Ipanema, que tira o fôlego.

onde ficar no rio de janeiro

Aqui a diária pode começar em torno de R$ 750,00.

Gostou desse post? Salve essa imagem no Pinterest para não perder as dicas!

Você pode gostar

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *