Roteiro pelo bairro da Luz – Centro de São Paulo

roteiro pelo bairro da luz SP

Das fazendas à ferrovias, de um espaço mega elitizado até a desvalorização de todo seu território, o bairro da Luz em São Paulo não pode ser esquecido. Por aqui temos muita história, muita resistência e muita arte. Bora conhecer esse roteiro a pé pelo bairro da Luz aqui no centro de São Paulo.

Para fazer esse roteiro você pode descer na Estação da Luz, que abrange as linhas azul e amarela do metrô, como desembarcar na Estação Tiradentes da linha azul.

Roteiro pelo bairro da Luz em São Paulo

Para começar eu desci na estação Tiradentes e fui embora pela estação da Luz. Segue o mapa aqui embaixo:

Mosteiro da Luz

Logo atravessando a rua você já encontrará o Mosteiro da Luz, tombado pelo Iphan e é aqui que está enterrado Frei Galvão, o primeiro santo do Brasil que trabalhou para angariar fundos para construção do Mosteiro.

Na área do mosteiro encontramos o Museu de Arte Sacra e se quiser visitá-lo paga-se R$ 6,00 para entrar (estudantes pagam meia), sendo que aos sábados é gratuito e de segunda encontra-se fechado.

Você também pode ver aqui quatro réplicas dos Profetas de Aleijadinho.roteiro pelo bairro da luz SP

Pinacoteca do Estado

Um dos prédios mais bonitos da cidade se apresenta de uma forma “crua” com seus tijolos aparecendo porque na época de sua construção não tiveram verba para terminá-la. Deram sorte que ficou um charme.

A Pinacoteca é um museu de artes visuais incrível demais, desde suas obras permanentes até as temporárias, sempre surpreende. Esse é o museu mais antigo de São Paulo, e seu foco são obras a partir do século XIX. Com certeza essa é a principal atração desse roteiro pelo bairro da Luz.

No dia de minha última visita estava rolando a exposição Ernesto Neto: Sopro, e o autor ainda estava lá contando um pouco sobre seu processo e suas obras, como o ser humano e a natureza estão se distanciando. Foi uma experiência ainda mais rica tê-lo por perto nesse dia. Ele tem entendimento sobre a espiritualidade e muitas de suas obras refletem o planeta como um organismo.

Você pode acessar o site da Pinacoteca para saber quais serão as próximas exposições. Por aqui existe um restaurante que você pode comer com vista para o Jardim da Luz.

Funciona todos os dias, das 10h às 17h30 exceto de terça-feira, quando o museu permanece fechado.

Valor do ingresso: R$ 10,00 (estudantes pagam meia). Crianças menores de 10 anos não pagam. Aos sábados a entrada é gratuita para todo mundo.

LEIA MAIS:
O que fazer em um dia em São Paulo

Jardim da Luz

É um parque colado com a Pinacoteca. Infelizmente é um local que não está muito bem cuidado, embora tenha muito potencial.

Funciona todos os dias das 06h às 18h, exceto de segunda-feira que é fechado.roteiro pelo bairro da luz SP

Memorial da Resistência

Aqui funcionou entre 1940 a 1983 o DEOPS/SP (Departamento de Ordem Política e Social).

Esse prédio hoje é uma extensão da Pinacoteca do Estado e que não deixa morrer a história da repressão e resistência política durante o Estado Novo e a ditadura civil-militar no Brasil.roteiro pelo bairro da luz SP

É um espaço necessário e que todos em São Paulo deveriam visitar. Só peço que se preparem. Eu me considero uma pessoa “dura” porém teve um momento na última sala/cela que fiquei arrepiada e o choro veio muito naturalmente, fechando minha garganta e dando uma imensa dor em meu peito. É difícil ser alheio à esse tipo de local.roteiro pelo bairro da luz SP

Vemos na primeira sala uma linha do tempo dos acontecimentos anteriores até os posteriores ao período da ditadura, bem como uma maquete de como o prédio funcionava.

Depois são 04 celas, que mostram frases coladas nas paredes, uma réplica exata de como eram as celas na época do DEOPS com rabiscos nas paredes e colchonetes no chão, e a mais simples, com bancos e uma flor no centro, mas pesada com depoimentos de ex-presos rolando na caixa de som.

Nos andares de cima possuem outras exposições temporárias e uma que chamou também a minha atenção foi sobre os índios paulistanos e como eles foram removidos do espaço geográfico, cultural e artístico.

Para saber quais as próximas exposições acesse o site do Memorial da Resistência.

A entrada no Memorial da Resistência é gratuita a todos. Precisamos lembrar.

Aberto todos os dias das 10h às 17h30, exceto de terça-feira que é fechado.

Sala São Paulo (Estação Julio Prestes)

Na antiga estação da Estrada de Ferro Sorocabana , hoje encontramos a sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo.

Você pode assistir à um concerto por aqui, e nesse link você encontra preços e mais informações. Ou então pode agendar uma visita monitorada, que custa R$ 5,00 de segunda a sexta e grátis aos sábados e domingos.

Museu da Língua Portuguesa

Um dos museus mais incríveis da cidade, pela segunda vez em sua história pegou fogo. A primeira em 1946 onde demoraram 05 anos para reconstruí-lo e, mais recentemente, em 2016 onde as obras permanecem até hoje em construção.

No site eles tem um dizer bem legal: O museu está sendo reconstruído. Mas é a nossa língua que está sempre em construção.

A última vez que o visitei foi em uma excursão da escola e havia uma exposição linda sobre a Clarice Lispector, que me deixou apaixonada pela escritora.

No site do Museu da Língua Portuguesa você pode revisitar como era a exposição de longa duração.

Estação da Luz

Por fim chegamos no destino final do roteiro pelo bairro da Luz, de onde pode-se pegar metrô e trem para qualquer canto de São Paulo e até do interior.

A Estação da Luz foi inaugurada em 1867 com matéria-prima proveniente da Inglaterra, que valorizou muito o centro da cidade, onde surgiu vários hotéis luxuosos, atraindo a elite cafeeira.

Hoje ela integra o Metrô de São Paulo, ligando o centro com todas as zonas da cidade, e a CPTM onde leva passageiros para bairros um pouco mais afastados e cidades próximas da capital.


Caso queira procurar hospedagem em São Paulo, indico fazer a busca pelo Booking.com. Toda reserva que você faz por um link aqui do blog eu ganho uma comissão, enquanto você não paga nada a mais por isso. E ainda ajuda a manter o Além da Curva no ar, com muitas novidades sempre.


 

Você pode gostar

7 Comentários

  1. Ótimo roteiro pela região da Luz!

    A Pinacoteca e o Memorial da Resistência são dois dos meu lugares favoritos na cidade.

    Agora preciso me programar pra visitar a Sala São Paulo. Há tempos que quero e vivo adiando!

    Adorei as dicas

    Abraço

  2. Que lindo roteiro pelo bairro da Luz. Uma mistura de cultura, história, natureza e arquitetura. Um olhar diferente de São Paulo. Fiquei muito curiosa de conhecer o Museu da Resistência, achei bem interessante suas informações sobre ele.

  3. Adorei esse roteiro pelo Bairro da Luz. São Paulo tem muitos tesouros escondidos, esse passeio é ótimo pra descobrir muitos deles, com certeza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *