O que fazer em Aiuruoca, Minas Gerais

Saiba o que fazer em Aiuruoca, uma cidade de muito contato com a natureza repleta de cachoeiras para conhecer.

Se você também gosta de viagens nessa vibe, vem comigo conhecer mais desse encanto de cidade.

LEIA TAMBÉM:
O que fazer em São Thomé das Letras

Como chegar em Aiuruoca

O que fazer em Aiuruoca

Aiuruoca fica há 360 km de São Paulo e fomos para a cidade do sul de Minas de carona pelo aplicativo Bla Bla Car.

Se você optar por ir de ônibus precisará ir até a cidade de Caxambu pela Viação Cometa, a passagem custa em torno de R$ 96,00. De Caxambu você pega um outro ônibus até Aiuruoca.

Se você estiver sem carro na cidade, cuidado com os taxistas porque eles cobram preços muito abusivos.

Onde se hospedar

Ficamos hospedadas na Pousada Kravo e Kanela. Tudo muito limpo, perto da pracinha da Igreja, um café da manhã delicioso com um dos melhores pães de queijo que já comi, além da dona ser extremamente simpática e prestativa.

O quarto era bem arejado e limpo, o preço foi bem condizente com o lugar e eu recomendo de olhos fechados.

VEJA MAIS OPÇÕES DE HOSPEDAGEM EM AIURUOCA AQUI!

O que fazer em Aiuruoca – MG

Ficamos apenas 3 dias na cidade, o que foi muito pouco e não deu pra conhecer muitas coisas, infelizmente.

Aiuruoca possui 40 cachoeiras catalogadas, imagina só conhecer tudo isso?

Assim como Carrancas, se você busca sossego no carnaval, pode ir para Aiuruoca. A cidade é a pioneira em trazer o carnaval antecipado (comemorado 15 dias antes do oficial).

Cachoeira do Deus me Livre:

O que fazer em Aiuruoca

Essa cachoeira fica bem perto do centro, cerca de 5km até a porteira.

De lá você atravessa um pasto (por favor não esqueçam de fechar a porteira pro gado não fugir, obrigada) e segue para a trilha que dura mais ou menos 20 minutos em mata fechada.

Por isso é bom tomar cuidado onde pisa e coloca as mãos, vimos um rapaz se queimar feio porque encostou numa taturana.

O que fazer em Belo Horizonte

Quando chegamos na cachoeira eu não acreditava, ela estava vazia!

A água, claro, mega gelada como uma boa cachoeira e um dia perfeito na presença de amigos, era tudo que eu precisava.

Ah, encontrei muito por acaso em Aiuruoca um amigo da minha cidade do interior de São Paulo, Santa Isabel.

Pico do Papagaio:

Eu acabei não conhecendo essa atração de perto, mas claro que vou deixá-la em destaque aqui para vocês conhecerem e me mandarem fotos para eu ver o que perdi.

O Pico do Papagaio tem altura superior a 2000 metros e uma vista panorâmica de chorar de felicidade (pelo menos foi o que meu amigo contou).

Só não subi porque eu fui muito sem planejamento pra lá e acabei descobrindo quase na hora de ir embora.

Não tenho exatidão no tempo que se leva para subir mas pesquisando encontrei uma média de 03 horas e 30 minutos de caminhada pesada.

Na foto acima, logo atrás de mim, pode-se ver o Pico do Papagaio.

10 cidades para conhecer em Minas Gerais

Vale do Matutu:

Dizem ser um lugar praticamente fora do eixo da terra de tão místico. Sinto tanto em não ter tido tempo de conhecer.

Por lá existem cachoeiras e uma comunidade, onde se tem muito amor e respeito à natureza.

Inclusive algumas pessoas vão pra lá tomar o chá de ayahuasca. Quero muito voltar e ficar hospedada no vale.

Cachoeira dos Garcias:

O que fazer em Aiuruoca

Pra qualquer pessoa que você pergunte na cidade “Qual cachoeira eu não posso deixar de conhecer?” todos te responderão a cachoeira do Vale dos Garcias.

E só chegando lá para entender o porquê ela ser tão cobiçada. E claro, mega lotada de pessoas.

Descontos para sua viagem!

São 30 metros de altura e a cachoeira está a uns 15 km do centro da cidade, sendo o caminho até ela em estrada de terra que não é muito boa (inclusive tem um pedaço que o povo desiste de continuar com o carro, estaciona e faz o resto do percurso andando).

Você chegará primeiro em um restaurante que falo ali embaixo sobre ele.

A descida para a cachoeira é um pouco irregular e íngreme, porém curta. E como dizia minha avó “para descer toda bola rola”.

O meu problema foi na subida porque em alguns momentos não tem muito onde se segurar e tive que contar com o equilíbrio que eu não tenho (um beijo pras aulas de yoga que eu nunca fiz rs).

Para minhas amigas foi mega de boa, então depende do seu condicionamento físico mesmo.

Restaurante Casal Garcias:

Como disse ali em cima, a trilha para a cachoeira mais bonita de Aiuruoca começa em um restaurante. E antes de descermos para nadar, paramos para um almoço ali.

Pedimos o prato carro-chefe do restaurante que é a truta grelhada, que estava super leve e saborosa.

No restaurante não possui energia elétrica e a vista é sem explicação, muito verde e a cachoeira toda linda lá embaixo.

Gostou desse post? Salve essa imagem no Pinterest para não perder as dicas!

Você pode gostar...

1 Comment

  1. […] A cachoeira mais bonita que eu conheci, por enquanto, fica em Aiuruoca. O carnaval de lá é antecipado e dizem que lota. Para saber mais, eu fiz um post aqui no Além da Curva sobre Aiuruoca. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Follow Me!