Passeio para Ilha do Combu em Belém do Pará – Como ir

A quarta maior ilha de Belém, a Ilha do Combu, é um destino muito procurado por turistas e belenenses devido à sua proximidade com a capital Belém do Pará, e vou contar aqui um pouco do passeio, como ir e o que fazer.

Como ir e fazer o passeio para a Ilha do Combu, em Belém do Pará

Para ir até a Ilha do Combu, você precisa pegar um barco na Praça Princesa Isabel, no bairro Condor, em Belém.

Chegando na praça você já será abordado por barqueiros que te conduzirão até a ilha. O trajeto leva 05 minutos (muito rápido) e custa R$ 7,00.

Geralmente os turistas pedem para ficar em algum restaurante e, assim, passar o dia por lá.

Para voltar, é só aguardar algum barco que passe pelo seu restaurante. Eles estão sempre indo e vindo.

Você também pode escolher visitar a Filha do Combu, o famoso chocolate da ilha (foi o que eu fiz). Tive que esperar um tempo maior, porque a maioria dos barqueiros que passavam no restaurante estavam indo em direção à Praça Princesa Isabel. Em cada trecho (ida para o restaurante, de lá para a Filha do Combu e de lá para a Praça) paguei R$ 7,00.

Caso esteja em um grupo grande, vocês podem contratar um barco para ficar à sua disposição, levando e trazendo de vários cantos por lá por um preço fixo acordado na hora.

Que restaurante escolher para ficar na Ilha do Combu?

Existem inúmeros restaurantes que você pode optar para descer e curtir o dia ali. Na própria Praça Princesa Isabel, antes de embarcar, já terão fotos de alguns, com seus maiores atrativos.

A maioria oferece área para tomar banho de rio, alguns até piscinas, áreas para as crianças se divertirem, trilhas, espaço de jogos, música ao vivo e muitas redes.

passeio para ilha do combu - como ir
passeio para ilha do combu - como ir
O restaurante pioneiro é o Saldosa Maloca (com ‘L’ mesmo). Hoje ele é um dos que tem menos infraestrutura, sendo mais simples que os demais. Porém, eu coloquei na cabeça que seria essa a minha escolha, mesmo todas as outras pessoas do meu barco não escolhendo ele.

Cheguei e o Saldosa Maloca estava vazio (tanto que consegui até escrever um pouco na calmaria do lugar), mas logo depois começou a lotar – acredito que as pessoas saiam mais tarde um pouco para fazer esse passeio.

A comida por lá é gostosa, com muitos peixes da região, porém o atendimento foi bem demorado. Eles possuem na parte de fora locais para tomar banho, mas eu acabei nem levando biquíni naquele dia, sei lá porquê.

A grande atração fica pela Samaúma que possui mais de 100 anos. Mas além dela, não se possui nada demais. Enquanto os outros restaurantes investiram muito mais, pelo que vi nos anúncios, o Saldosa acaba se vendendo pela fama de ser o primeiro.

Filha do Combu – Chocolate Orgânico

Um dos maiores atrativos da Ilha do Combu é fazer uma visita à Filha do Combu, marca de chocolate da Dona Nena.

O cacau centenário, utilizado por ela para a produção dos doces, cresce nos fundos de sua casa. Ela e outras pessoas colhiam o fruto e faziam todo um processo para vender à atravessadores que levariam aquele produto a fábricas de chocolates.

Foi numa ida à uma feira que Dona Nena descobriu que poderia se beneficiar desse produto que praticamente brota em sua casa.

A receita é de família e quando o chefe paraense Thiago Castanho descobriu seu chocolate, começou a levá-lo para vários outros cantos.

Você pode fazer uma visita guiada, com muita explicação e para isso precisa agendar antecipadamente pelo telefone (91) 99388-8885.

Caso não queira, pode apenas visitar a lojinha mesmo e comprar uma (ou todas) das delícias que vendem por lá. Além dos brigadeiros e chocolates, você também encontra cachaças para vender e doce de cupuaçu.

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *