Roteiro de um dia em Petrópolis – bate e volta do Rio

Roteiro de um dia em Petrópolis

Petrópolis é charmosa e perfeita para conhecer em um roteiro de um dia, partindo de um bate e volta do Rio de Janeiro.

Recentemente fui ao Rio para o lançamento do livro “Eu não quero chegar a lugar nenhum”, da blogueira e amiga Mariana Bueno do blog Mariana Viaja. Junto com a bem-humorada carioca Olívia, do blog Olívia Garimpando Por Aí, fomos convidadas pelo taxista e guia turístico Lucas Hipólito para fazermos esse bate e volta do Rio à Petrópolis, que foi excelente.

Roteiro de um dia em Petrópolis

História de Petrópolis

A cidade de Pedro, ou Petrópolis (Petrus = Pedro + Pólis = cidade) fica na Serra da Estrela e carrega muitas lembranças do passado de nosso país, pois foi aqui que a família de Dom Pedro II estabeleceu sua residência de verão.

Seu pai, o imperador Dom Pedro I havia visitado o local e comprado terras por lá para ajudar no tratamento de sua filha, Princesa Dona Paula Mariana, que sempre ficava muito doente, porém tinha se adaptado bem ao clima dali.

Acostumados com o frio, encontraram em Petrópolis o local ideal para se resguardar do calor tropical de nossa terra, principalmente para receber visitas da Europa.

Com a morte de Dom Pedro I, seu filho Dom Pedro II herdou essas terras e começou a, finalmente, construção do Palácio de Verão, construindo, inclusive, uma estrada entre o Rio de Janeiro e Petrópolis para que as carruagens pudessem passar, chamada de Estrada Normal da Serra da Estrela.

Para que houvesse a fundação da cidade, exigiu-se que fosse criado um Palácio Imperial, uma Vila Imperial com Quarteirões Imperiais, uma igreja, um cemitério, que fosse cobrado foros imperiais dos colonos moradores e que se expulsassem terceiros de terras ocupadas de forma ilegal.

Passeio de bate e volta do Rio à Petrópolis

Como disse acima, quem nos levou para esse passeio de bate e volta à Petrópolis foi o Lucas, que além de taxista no Rio de Janeiro é guia turístico.

Ele realiza vários tipos de passeios pela cidade do Rio e região, montando roteiros personalizados de acordo com o perfil de cada turma. Algo bem mais pessoal do que roteiros engessados que não se pode sair do programado.

Caso queiram contactá-lo, podem fazer pelo Facebook Lucas Tour RJ, pelo Instagram @lucastourrj ou pelo Telefone (21) 96406-1632.

LEIA MAIS:
Onde se hospedar no Rio de Janeiro

07 praias que você precisa conhecer no Rio de Janeiro
05 coisas (quase de graça) para fazer em Copacabana

Roteiro de um dia em Petrópolis

– Portal da cidade:

Roteiro de um dia em Petrópolis

A primeira parada foi logo no início no Portal da Cidade, para rápidas fotografias.

– Palácio Quitandinha:

Roteiro de um dia em Petrópolis

Um antigo e o mais famoso hotel-cassino da América, o Palácio Quitandinha encanta com seus aposentos gigantes e repletos de opulência.

Inaugurado em 1944, contava com a segunda maior cúpula do mundo em seu Salão Mauá, uma piscina aquecida com formato de piano de cauda e uma praia artificial com areia de Copacabana.

Trazia os melhores espetáculos nacionais e internacionais, atividades esportivas e um serviço hoteleiro de luxo. Carmem Miranda, Grande Otelo e Oscarito são alguns dos ilustres nomes das personalidades que viviam frequentando o local. Sua cozinha oferecia até dez mil refeições por dia.

A partir de 1946, quando o cassino foi proibido, tentaram se manter como podiam, com concursos de miss, bailes carnavalescos e sessões de cinemas.

Em 2007 o SESC RJ adquiriu essa área do antigo cassino e a revitalizou. Em algumas salas vemos exposições que são temporárias, mas em sua maioria encontramos objetos e reproduções de como o ambiente era da década de 1940.

Na frente do Palácio encontramos um lago com um ambiente muito agradável e bonito.

Entrada: R$ 10,00 (possui meia-entrada).
Terça das 09h às 18h e Quarta à Domingo das 09h às 21h30.

– Museu Casa Santos Dumont – A Encantada:

Roteiro de um dia em Petrópolis

Santos Dumont criou essa casa para que fosse sua residência de verão, sendo um local bem simples com uma oficina, sala, quarto e banheiro. As refeições vinham do Palace Hotel, onde hoje fica a Universidade Católica de Petrópolis.

Para ter acesso à casa, precisamos subir degraus que foram feitos para que comecemos com o pé direito e para que não batamos nossas canelas.

Pela casa podemos ver vários objetos e fotografias sobre a vida do aviador, que atestam todo seu poder de inventividade. Nos fundos possuem várias informações históricas e curiosidades sobre toda a vida do pai da aviação e passam um pequeno filme de 12 minutos (opcional) que vale a pena assistir para saber mais sobre essa figura tão importante e sobre essa sua casa.

Entrada: R$ 8,00 (possui meia-entrada) e não aceitam cartões.
De Terça à Domingo das 09h às 17h.

– Catedral de São Pedro de Alcântara:

Roteiro de um dia em Petrópolis
Foto: Mariana Viaja

Essa catedral, construída no local da Matriz Velha, foi construída por insistência da Princesa Isabel e depois de um pouco mais de 49 anos, essa igreja (ainda inacabada) foi, finalmente, inaugurada em 1925.

Sua torre da fachada principal possui 70 metros, encontramos estações da Via Sacra em seu interior e um Mausoléu com corpos jacentes da Imperatriz e do Imperador, além de Princesa Isabel e Conde D’Eu.

Entrada: Gratuita.
De Segunda à Sexta-feira das 8h às 18h.

– Museu Imperial:

Roteiro de um dia em Petrópolis
Foto: Mariana Viaja

O Palácio Imperial, que serviu de casa de veraneio para Dom Pedro II e sua família, hoje é um museu que nos leva para o período da Monarquia brasileira.

Roteiro de um dia em Petrópolis
Estátua de D. Pedro II na frente do Museu Imperial

Podemos conhecer como era cada canto do palácio na época em que o imperador viveu por ali e, ainda, ver de perto as coroas tanto de Dom Pedro I quanto de seu filho, Dom Pedro II e a caneta utilizada pela Princesa Isabel para assinar a Lei Áurea, além de inúmeros quadros.

Não permitem vídeos nem fotografias no interior do museu e para entrar precisamos tirar os sapatos e colocar um espécie de pantufa (que mais parece um chinelo e é super desconfortável para andar).

Precisa arrastar essa pantufa/chinelo para andar pelo piso do Museu Imperial

Do lado de fora tem um belíssimo jardim e uma área com as mais diversas carruagens, onde ali sim pode-se tirar fotografias.

Entrada: R$ 10,00 (possui meia-entrada)
De Terça à Domingo das 11h às 18h.

– Palácio de Cristal:

Roteiro de um dia em Petrópolis
Foto: Mariana Viaja

Um presente que a Princesa Isabel recebeu do Conde D’Eu, o Palácio de Cristal foi inaugurado em 1884 e abrigava exposições de flores, pássaros e produtos agrícolas.

Foi o local onde os últimos escravizados da cidade receberem suas cartas de alforria.

Hoje acontecem alguns eventos por lá, mas nós, turistas, procuramos mais para tirar fotos, pois é um local muito bonito.

Aberto de Terça à Domingo das 09h às 18h.

– Cervejaria e Fábrica Bohemia:

A fábrica da cerveja mais antiga do Brasil oferece um tour cervejeiro guiado por ela para conhecer o processo de produção e, ainda, tem direito à degustação.

Não fizemos o tour pois as meninas já haviam feito em outra oportunidade e eu não sou fã de cerveja. Pulamos.

Preço do tour: R$ 39,00.
De Terça à Quinta-feira de 12h às 17h, Sexta e Domingo das 10h às 17h e Sábado das 10h às 18h.
Mais informações: https://www.bohemia.com.br/tour.php

Além do tour, existe um restaurante que funciona até as 17 horas e um bar que abre após esse horário, que foi onde paramos antes voltar para o Rio de Janeiro.

Pedimos hambúrgueres e dadinhos de tapioca com geleia de pimenta que estavam sensacionais. Ainda havia som ao vivo, deixando o ambiente incrível para finalizar a noite.

Roteiro de um dia em Petrópolis
Foto: Mariana Viaja

Como se locomover por Petrópolis?

Fizemos o bate e volta do Rio de Janeiro até Petrópolis com o Lucas Tour, e foi uma forma excelente de conhecer a cidade, ainda mais se você estiver com mais duas pessoas.

Recomendo que pare no Portal da cidade e depois vá direto para o Palácio Quitandinha, que é mais afastado, de carro (seja do tour, alugado, táxi ou Uber) e depois estacione em algum canto para fazer todo o resto do roteiro a pé.

Na cidade funciona uma espécie de zona azul e você pode pagar tanto para as pessoas identificadas com um colete ou em totens espalhados pela cidade.

No almoço paramos no Restaurante Paladar, com comida justa e self-service, que fica dentro da Liberty Garden, um espaço que vende também lembrancinhas, cachecóis e muito chocolate.

* Essa viagem foi realizada em parceria com o Tucupi Hostel que forneceu hospedagem na Ilha de Marajó. Por favor, veja a política do blog para mais informações.

PLANEJE SUA VIAGEM!

Toda reserva que você faz por um link aqui do blog eu ganho uma pequena comissão, enquanto você não paga nada a mais por isso. E ainda ajuda a manter o Além da Curva no ar, com muitas novidades sempre.

Então, que tal reservar?

Hospedagem com ótimos preços pelo Booking.

Aluguel de quarto ou apartamento pelo Airbnb.

Seguro viagem pela Seguros Promo.

Chip internacional com a Viaje Conectado.

Você pode gostar

5 Comentários

  1. Amei esse post cheio de informações e dicas. Tenho tanta vontade de conhecer Petrópolis. Amei a dica do Lucas Tour! Contato anotado.

  2. Ju, eu ia muito em Petrópolis quando criança e pude voltar depois de adulta. Me emocionei muito em rever a cidade e agora, me emocionei de novo em revisitá-la pelo seu post. Que encanto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *