33 destinos no Nordeste além das praias

o que fazer em cabaceiras

Deixarei aqui uma lista de destinos no Nordeste que vão além das praias e que possuem muitas atrações para conhecer. Assim, se quiser, você ainda consegue inovar, olhar como turista para uma parte tão importante do país de uma maneira diferente.

Quando se fala do Nordeste como destino turístico parece que só existe mar por lá. E não é bem assim. Existe vida, história, cultura, gastronomia e beleza em cidades que não abraçam o oceano.

Aliás, uma boa música de se ouvir é “Notícias do Brasil” de Milton Nascimento que nos lembra:

A novidade é que o Brasil não é só litoral.

Eu espero que esse post possa, inclusive, abrir os olhos de quem nunca pensou na possibilidade de viajar para o Nordeste (e qualquer outro canto do Brasil e do mundo) e ir além do roteiro básico.

Existe muito a ser conhecido, muitos solos com histórias incríveis, pessoas para conversarmos e uma diversidade que só um país como o Brasil possui. Para isso, precisamos deixar nossa bolha estourar e irmos explorar por nós mesmos. Não adianta só buscar lugares bonitos, até porque a beleza não está só no azul do mar (que é lindo, não posso negar).

A gente se surpreende tanto quando nos permitimos.*

Se preferir você pode ir direto para o Estado de sua preferência, basta clicar em cima do nome dele abaixo:

Destinos para conhecer no Nordeste além do litoral:

BAHIA

Chapada Diamantina:

Foto: Paula Porto via blog Mãe Que Viaja

Saindo do litoral, mas nem tanto do óbvio, o maior Estado do Nordeste possui um destino mega turístico e lindo, a Chapada Diamantina.

Com uma beleza natural fora de série, é um local bem tranquilo para desconectar do dia a dia conturbado que a maioria tem. A Chapada está está a mais ou menos 400 km de Salvador.

As atrações mais famosas são: Morro de Pai Inácio, Cachoeira da Fumaça, Poço Azul e Gruta da Pratinha.

Pra quem gosta de aventura e gostaria de entrar na água durante suas férias, a Chapada é o lugar certo. Com muitas cachoeiras, grutas e natureza de deixar qualquer um de boca aberta, até as mamães conseguem se divertir. E quem nos mostra isso é a Fernanda Miranda, do blog Mãe Que Viaja, que já foi pra lá com seu filho.

Ilhéus:

Um outro canto que, apesar de possuir praias, tem muito o que fazer além delas. Uma cidade histórica e cultural, foi ali que Jorge Amado escolheu para ser cenário de suas obras.

Existem muitas plantações de cacau por Ilhéus e você pode fazer passeios em fábricas de chocolates também.

Cachoeira:

Essa já foi a segunda cidade mais importante da Bahia e um destino turístico bem diferente. Dentre tantas histórias de pessoas que lutaram contra os portugueses na Guerra da Independência, destaca-se na história desta cidade uma mulher. Cachoeira também foi lar da primeira mulher que se formou enfermeira no Brasil.



Embora o investimento ao turismo hoje seja bem precário, as festas da cidade de Cachoeira como a Festa Junina são aproveitadas por muitas pessoas, inclusive gringos que alugam quartos na casa de moradores locais.

Para saber tudo o que fazer em Cachoeira, indico esse post do blog Manual do Turista.

Paulo Afonso:

A cidade do sertão da Bahia oferece aos turistas esportes radicais, visita à casa de Maria Bonita e passeio pelo cânion do Rio São Francisco.

Um destino mais do que incrível para conhecer na Bahia e que você pode saber mais pelo blog Viagens e Caminhos.

São Desidério:

Buraco do Inferno Foto: Wikimedia Commons

Uma cidade de muita natureza, perfeita para quem gosta de trilhas e principalmente para os amantes da escalada.

São grutas e cavernas que deixam qualquer um louco. E ainda há o Parque Municipal da Lagoa Azul, o Sítio Arqueológico das Pedras Brilhantes e o Buraco do Inferno, locais extremamente lindos que vale totalmente o passeio.

No blog Quanto Custa Viajar, eles contam tudo sobre todos esses passeios em São Desidério.

Canudos:

Se você gosta de história, que tal visitar o Parque Estadual de Canudos, também no sertão baiano e conhecer onde se desenrolou a mais sangrenta guerra da República do Brasil?

Você ainda encontrará pela cidade muitos descendentes de sobreviventes da guerra para conversar.

Para saber mais, acesse o site Viva O Sertão.

Salvador:

Foto: O Queijo Vai na Mala

Provavelmente a capital da Bahia será sua porta de entrada e olha, tem muito o que conhecer por lá sem precisar entrar no mar.

São incontáveis as igrejas existentes na cidade e mesmo que você seja como eu (não tão fã do turismo religioso), provavelmente acabará dando de cara e até entrando em alguma. O fato é que os registros históricos e arquitetônicos são muito interessantes.

E claro, se falamos de Bahia, logo pensamos no tempero forte e delicioso, então comer bem não será um problema, e gastronomia super se inclui dentro do turismo.

Tem pelourinho, tem casa de Jorge Amado, tem mercado local, tem museu, tem Elevador Lacerda e muito pôr do sol, pois não é porque não pode entrar na água, que não possa apreciar essa hora mágica.

A Vanessa, do blog O Queijo Vai na Mala tem vários posts contando muita coisa para fazer em Salvador que não envolvem mar.

SERGIPE

Aracaju:

Foto: Mariana Viaja

O centro histórico da capital sergipana, que foi revitalizado e está lindo, tem muita coisa interessante para fazer, e dá para conhecer a pé, inclusive. Daqueles passeios que ficamos livres para explorar tudo no nosso tempo.

A Mari, do blog Mariana Viaja, inclusive possui um post falando exatamente sobre Aracaju além das praias. Ela também possui um post sobre o passeio para a Foz do Rio São Francisco, que é bem emocionante.

Cânion do Xingó:

Um passeio de barco sem igual, que sai tanto da capital de Sergipe, como de Alagoas. É um lugar lindo demais e que facilmente está na lista de muitas pessoas de lugares que precisam conhecer no Brasil.

O blog Partiu Pelo Mundo conta aqui sobre esse passeio.

ALAGOAS

Maceió:

Foto: O Queijo Vai na Mala

São muitas as praias aqui, mas o centro da capital alagoana merece uma atenção também. Tem muito artesanato, museus e cultura.

Tanto é que a Vanessa, do blog O Queijo Vai na Mala, resolveu fazer um post enaltecendo tudo que há para fazer em Maceió além das praias.

De Maceió você consegue realizar o passeio para o Cânion do Xingó também.

Piranhas:

A capital do Xingó é a terceira mais visitada do Estado, possui um centro histórico tombado, logo bem bonitinho, e tem forte história com o Cangaço, sendo parte da Rota do Cangaço.

No blog 360 Meridianos, eles contam toda a história e mostram o que fazer na cidade de Piranhas.

Penedo:

Sim, Alagoas também possui uma cidade com esse nome e por aqui passou Dom Pedro II. A cidade é belíssima, conta com museus e igrejas para conhecer, além do Paço Imperial e de uma gastronomia muito boa.

No blog Partiu Pelo Mundo você pode ver o que fazer em Penedo.

Serra da Barriga:

Você sabia que o Quilombo dos Palmares está super perto de Maceió? Hoje foi transformado no Parque Memorial do Quilombo dos Palmares e é aberto a visitação.

Quem fez esse passeio, tem um relato ótimo e relembrou muito da história foi o blog Vida Sem Paredes.

PERNAMBUCO

Recife:

O que fazer no Recife

Uma cidade com uma cultura tão forte que em minha viagem nem senti falta de praia.

Só no Marco Zero de Recife você já sai com uma programação expansiva. Tem Casa dos Bonecos de Olinda, muitos museus incríveis como o Cais do Sertão que conta a história do povo sertanejo e o Paço do Frevo que nos mostra toda a tradição dessa dança tão famosa. Há também, as esculturas inconfundíveis de Francisco Brennand, o Instituto Ricardo Brennand e a Oficina Brennand.

Aqui no blog tenho um post que conta um pouquinho de cada atração do Recife.

Olinda:

Uma cidade muito próxima da capital de Pernambuco, tem quem faça até bate e volta. Eu fui para dormir e adorei!

Em Olinda prepare para andar muito, são várias ladeiras, inclusive a mais famosa chama Ladeira da Misericórdia, porque tem que ter muita compaixão mesmo de quem sobe tudo aquilo.

Pegando um tour guiado, você terá muitas informações sobre a guerra entre portugueses e holandeses, e a influência que isso teve na arquitetura da cidade e de alguns monumentos.

Terá, ainda, vistas que te farão dizer “Ó Linda!” e poderá ver a casa de Alceu Valença, além de visitar a Casa dos Bonecos de Olinda.

Aqui no Além da Curva, tenho um post com meu roteiro de Olinda.

Gravatá:

Um destino que fica apenas a 85km de Recife e faz frio. Ótimo para quem procura descansar, a cidade está entre o agreste e o brejo pernambucano.

Dentre as atrações citadas pelo Blog do Tomaz, tem um tour pelo centro histórico, um Cristo Redentor, algumas igrejas, artesanato, visita à reservas ecológicas, muita vista panorâmica e até banho de cachoeira.

Bonito:

Um destino de ecoturismo, que possui muitas cachoeiras pra aproveitar. Se gosta de aventura, aqui é um lugar ótimo para isso, pois pode-se praticar rapel, arvorismo e tem até passeio de balão!

A Luisa Ferreira, do blog Janelas Abertas, fez um bate e volta até Bonito e conta tudo nesse post.

PARAÍBA

Areia:

o que fazer em areia na paraiba

Uma cidadezinha localizada na Serra da Borborema, na região do agreste paraibano. É uma cidade meeega fofa e no inverno por lá faz frio real oficial, tanto que recebe um festival chamado Caminhos do Frio.

Eu fiz um bate e volta da capital, João Pessoa, e encontrei um centrinho muito colorido, o primeiro teatro da Paraíba, casa do autor do quadro O Grito do Ipiranga, engenhos de cachaça e açúcar.

Se quiser conferir melhor o que fazer em Areia, na Paraíba, clique aqui.

Cabaceiras:

o que fazer em cabaceiras

Localizada na região do cariri paraibano, um pouco antes do sertão, essa sossegada cidadezinha onde eu não via uma alma passando é considerada a nossa Roliúde Nordestina e possui uma placa em homenagem aos filmes que ali foram gravados.

O mais famoso é O Auto da Compadecida e no tour guiado podemos visualizar vários cenários desse filme, enquanto a guia vai dizendo frases clássicas como: Num sei, só sei que foi assim (eternizada pelo personagem Chicó, interpretado por Selton Mello).

Há também um museu cinematográfico e a festa do Bode-Rei, onde a cidade deserta fica com um mar de gente.

Aqui no blog eu tenho um post contando tudo sobre a cidade de Cabaceiras.

Lajedo de Pai Mateus:

lajedo de pai mateus

Na verdade fica na cidade de Cabaceiras também, mas merece uma atenção só para ele.

Conhecido por muitos após ser cenário da minissérie global “Onde Nascem os Fortes”, há passeios para lá de bate e volta a partir de João Pessoa.

O local conta com muitas lendas e misticismo sobre a formação de seu solo e pedras que parecem impossíveis de estarem em pé, mas que estão.

Independente se você acredita ou não, eu senti uma energia muito forte, até chorei no momento do pôr do sol que é incrível e conto mais nesse link.

RIO GRANDE DO NORTE

Natal:

Com um centro histórico interessante, a capital do Rio Grande do Norte pode ser visitada além de suas praias. Não deixe de conhecer, também, a construção mais antiga do Estado: o Forte dos Reis Magos.

No blog Segue Viagem, você pode saber mais.

Dunas do Rosado:

Foto: Canindé Soares / Wikimedia Commons

Um atrativo quase desconhecido mas que é incrivelmente belo. É uma APA (área de preservação ambiental) e que está em sua maior parte na cidade de Areia Branca, embora existam outras que você pode acessar.

No blog Quanto Custa Viajar você pode ver fotos e saber muito mais sobre essas dunas lindas.

Apodi:

É aqui que fica o Lajedo Soledade, um sítio arqueológico com pinturas rupestres. O local parece uma cratera da lua, muito lindo.

Lendo o post do blog Compartilhe Viagens, eu já estou praticamente arrumando minhas malas e indo conhecer esse destino.

CEARÁ

Fortaleza:

A capital do Ceará é repleta de programas históricos e culturais GRATUITOS, como o Mercado Municipal, a Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção, o Centro Cultural Dragão do Mar, o lindo Theatro José de Alencar e muitos outros espaços.

Para saber tudo o que fazer em Fortaleza, veja o post da Mari, do blog Mariana Viaja.

Guaramiranga:

Uma APA (área de proteção ambiental) na região serrana do Ceará, onde o clima é bem mais ameno que no litoral.

Tem cachoeiras, trilhas e mirante, sendo um ótimo destino para ecoturismo.

No blog Bolsa de Viagem você consegue descobrir mais sobre esse destino.

Juazeiro do Norte:

Se você tem interesse por turismo religioso, aqui com certeza é o seu local. Tendo Padre Cícero como uma importante figura que ainda plana pela cidade, você encontrará muitas igrejas e a Casa dos Milagres.

Aqui você consegue saber alguns fatos e curiosidades.

Sobral:

A cidade onde Albert Einstein comprovou a Teoria da Relatividade, por esse fato, já é mega interessante. Ela possui o maior centro universitário do Ceará e um Museu do Eclipse.

Conheça mais no blog Melhores Pontos Turísticos.

PIAUÍ

Teresina:

A capital do Piauí é a única do Nordeste que não possui litoral, porém, ainda assim, é considerada uma das que mais possui qualidade de vida.

Dentre suas atrações, há o encontro dos rios Parnaíba e Poti, feiras, museus, artesanato e mirantes.

No blog Turista Profissional você descobre com detalhes o que fazer em Teresina.

Parnaíba:

Aqui o passeio pelo Delta do Parnaíba é considerado com uma das paisagens mais bonitas do mundo.

O passeio de barco é o mais popular, onde seguirá por uma paisagem com mangues, dunas e lagos. Você também pode fazer a parte histórica da cidade, ver um pôr do sol incrível e passear por dunas. Para saber mais, veja o post do blog Juju Na Trip.

MARANHÃO

São Luis:

Foto: Maiara Barbosa / Meu Destino é Logo Ali

A capital do Maranhão guarda histórias de diferentes colonizações e um patrimônio arquitetônico único. Nas fachadas de seus casarões históricos, lá estão eles: os famosos azulejos portugueses.

São Luis também é reggae: a cada esquina, um som diferente e um corpo remexendo ao som da batida que veio da Jamaica. A influência do ritmo é tamanha, que até ganhou um museu por lá.

Uma visita ao centro histórico é obrigatória, seja para um jantar, para comprar lembrancinhas, curtir a noite ou para visitar os cenários da novela “A Cor do Pecado”.

Veja o post que Maiara Barbosa, do blog Meu Destino é Logo Ali, fez sobre as belezas de São Luis.

Alcântara:

Foto: Maiara Barbosa / Meu Destino é Logo Ali

Uma cidade ainda pouco conhecida pelos turistas, mas digna de se explorar. O patrimônio histórico e arquitetônico se contrasta com importantes manifestações artísticas como a Festa do Divino e o Tambor de Crioula.

Em Alcântara a natureza surpreende com o espetáculo da Revoada dos Guarás no pôr do sol.

Sob o comando de Seu Chico, o canoeiro mais famoso da cidade – que tem até música em sua homenagem – se chega na Ilha do Livramento, território de uma única moradora: Dona Mocinha e toda sua espiritualidade. Sábia e amante da natureza ela planeja montar um centro de visitação na Ilha para que os visitantes possam conhecer mais de sua diversidade de plantas e animais, além dos fósseis já encontrados por lá.

Aqui você encontra todos os posts da Maiara, do blog Meu Destino é Logo Ali sobre a cidade de Alcântara.

Raposa:

Foto: Maiara Barbosa / Meu Destino é Logo Ali

O colorido do Maranhão ganha mais vida nessa cidade com o trabalho das rendeiras. No Corredor das Rendeiras, as mulheres, de diferentes idades, traçam com agilidade as mãos com os birlos que dão origem aos bordados.

Apesar da agilidade nas mãos, o trabalho artesanal e único pode fazer com que demore meses para uma peça ser concluída. Entre as lojinhas é fácil de encontrá-las trabalhando nas varandas de casa.

A Maiara, do blog Meu Destino é Logo Ali também nos conta tudo sobre a arte dessas rendeiras.

Chapada das Mesas:

Foto: Maiara Barbosa / Meu Destino é Logo Ali

No sul do Maranhão está esse conjunto de formações geológicas e as cachoeiras mais lindas.

Diferente das outras chapadas brasileiras em que o acesso exige longas trilhas, a Chapada das Mesas oferece um fácil acesso para a maioria dos seus principais atrativos por pontes suspensas e trilhas curtas.

Entre as cachoeiras mais famosas estão o Encanto Azul, o Poço Azul e a Cachoeira do Santuário.

Um passeio pelo Rio Tocantins para observar o pôr do sol e o formato das mesas torna a viagem ainda mais especial, assim como também não pode ficar de fora da lista uma visita ao Portal da Chapada para ver o famoso Morro do Chapéu, cartão postal de lá.

Veja a lista de posts do blog Meu Destino é Logo Ali sobre a Chapada das Mesas.

Agora que você tem uma lista com 33 destinos incríveis para conhecer além dos locais de praia no Nordeste, já dá para expandir a mente na hora de viajar, hein? Tem para todos os gostos!

*Lembrando que viajar não é só questão de se permitir, existe um privilégio por trás dessa ação.

Você pode gostar

10 Comentários

  1. Ameei saber mais sobre os estados, tem varios locais que eu nao conhecia e me deram ainda mais vontade de conhecer! Eu só conheço Fortaleza.
    Muito triste esse oleo né? Mas jaja tudo vai passar e o Nordeste vai voltar a se auto vender!
    Amei muito esse post, vou favoritar pra nao esquecer !

    1. São vários lugares incríveis para visitarmos né? Essa questão do óleo é mega triste e precisamos contorná-la, enquanto não erradicamos de vez. Torço muito para que superem isso, mas por hora, que não deixemos de visitar essa região por conta disso.

  2. Que Post maravilhoso repleto de dicas e informações para uma viagem ao nordeste tão prejudicado pelo derrame de óleo que atingiu nosso litoral. Quanto lugar lindo. Uma tragédia ambiental sem precedentes!

    1. Nossa, uma mega tragédia, de partir o coração mesmo. E quem mais sofre são os moradores locais né, que além de sofrerem por conta do turismo que começa a pensar duas vezes se vale a pena ir pro Nordeste, sofrem com a questão do mar, muitos pescadores fazem o que nessas regiões afetadas?

  3. Ju, que post mais lindo! De fato o nosso querido Nordeste é MUITO mais do que praia. Espero que tudo se resolva logo, que a natureza sofra o mínimo possível e que todos possam aproveitar as belas praias e toda a diversidade cultural que vai muito além das praias. Trabalho impecável o seu! 🙂

  4. Que post incrível e de grande importância! Maravilhosa a i deia de mostrar que o nordeste não é só praia e incentivar ! Eu mesma já fui a Salvador e a Recife e de tanta coisa que fiz por lá, nem coloquei os pés na praia! Tirei fotos, sim, passeando pela orla, mas não tomei banho de mar. É tanta cultura, gastronomia e um monte de coisas mais para fazer, que nem senti falta!Mais uma vez, parabéns pelo post!

    1. É exatamente isso Andrea, é tanta cultura que às vezes a praia fica em segundo plano. Claro que se pudermos, vamos querer entrar naquelas águas, mas não podemos nos limitar a somente isso, ainda mais num país tão gigante e plural como o Brasil. Muito obrigada!

  5. Amei o seu post!! Realmente o Nordeste tem muitas coisas diferentes a oferecer, além das praias. Todo mundo deve conhecer pelo ao menos uma vez na vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *