Medo de viajar sozinha: como lidar!

medo de viajar sozinha como lidar

Acredito que, ao pensar no assunto, toda mulher tenha algum tipo de medo de viajar sozinha e nessas horas é bom escutar o que outras mulheres dizem para saber como lidar melhor com isso.

Se pedirmos para as mulheres fazerem uma lista com seus maiores medos, com certeza tem um que deve estar na lista de todas elas: a violência. Infelizmente esse é um medo real num país que vê suas mulheres virando cada dia mais estatística em crimes de feminicídio.

Descontos para sua viagem!

Outros medos já são bem particulares de cada pessoa, muitos até comuns e outros específicos de cada indivíduo.

Quero, então, trazer aqui uma conversa sobre o que eu senti e ainda sinto sobre o medo de viajar sozinha e tentar te acalmar, caso sua vontade seja a de viajar sem companhia, porque estamos todas no mesmo barco, e precisamos nos enxergar fazendo o que quer que seja, sozinhas e livres.

medo de viajar sozinha como lidar

Medo de viajar sozinha e sofrer assédio/violência

Não tem como não falar desse medo – inclusive já o citei na introdução né? -, porque, pelo menos pra mim, é o mais assustador e inibidor na hora de fazer qualquer coisa.

Infelizmente estamos habituadas a viver com esse medo em todo lugar (inclusive muitas sofrem isso na própria casa) e os cuidados que temos no nosso dia a dia, são os mesmos que teremos numa viagem sozinha.

Esse não é um perigo de estar viajando sozinha, é um perigo de ter nascido mulher numa sociedade patriarcal.

No meu post sobre Como foi viajar sozinha pelo Pará tem um tópico onde eu falo sobre a questão da segurança e conto experiências que tive nessa viagem em específico.

Viajando sozinha em Belém/PA

Nesse caso a gente vai com medo mesmo. Assim como a gente desce no ponto de ônibus a noite, assim como a gente engole uma cantada escrota, assim como a gente vai com medo todos os dias pra todos os lugares. A gente enfrenta e mostra que lugar de mulher é sim onde ela quiser.

E claro, acredite na sua intuição! Não podemos viver disso, mas escutar o que ela diz é importante.

Seguimos até onde achamos melhor e se algo dentro de você disser “Volta”, volte. Não tem problema algum. Respeite a sua voz interior.

Medo de viajar sozinha e ficar solitária

Esse foi um dos maiores medos que me bateu na minha primeira viagem sozinha, que foi para o Rio de Janeiro.

Até aquela viagem eu não fazia ideia de que eu gostava da solidão, já que eu sempre vivi rodeada de pessoas o tempo todo.

medo de viajar sozinha como lidar
Na minha primeira viagem sozinha descobri a delícia de estar só

Quando embarquei e pude descobrir o que ‘estar sozinha’ significava na minha vida, foi libertador. Mas caso você não queira aproveitar todos os dias sozinha, existem várias formas de driblar essa questão.

Inclusive, já teve viagem que fiz sozinha e eu fugi para um Airbnb, para poder ficar de fato só, já que me vi tão rodeada de pessoas e nem queria aquilo ali rs.

As melhores dicas para fazer amizade são: se hospedar em um hostel, ver quais passeios o próprio hostel está oferecendo e fazer com eles, procurar fóruns em aplicativos como o Couchsurfing ou comunidades do Facebook, onde existem encontros marcados online em diversos lugares pelo mundo todo (e a maioria é viajante solo misturados com locais que podem mostrar bem melhor a cidade pra você).

O que é um hostel e como funciona?

Eu mesma já fiz amizades para a vida toda dessa forma, começando no virtual para se encontrar fisicamente depois, porque eu sou um pouco travada para iniciar uma conversa pessoalmente.

Use a tecnologia ao seu favor!

Falando em tecnologia, ela é uma excelente aliada para vencer o medo de viajar sozinha em vários outros aspectos.

– Ao pedir um carro por aplicativo ou estar fazendo um passeio, você pode enviar sua localização para alguém de confiança que ficou em casa, em tempo real.

– Envie por e-mail ou whatsapp informações para um familiar ou amigo sobre suas hospedagens e seu trajeto, é sempre bom ter alguém que saiba onde você está.

30 Músicas brasileiras que falam de viagem

– Se você começou a andar e se perdeu, pode pedir um carro via aplicativo ou verificar no mapa a rota certa.

– Caso não esteja segura ao falar uma língua estrangeira, é só baixar um aplicativo no celular que traduza as frases do português para aquele idioma e se comunicar melhor.

– Faça cópias dos seus documentos e tudo mais que for importante e envie para o seu e-mail, assim, caso perca algum papel físico, você os terá digitalizado e poupará muita dor de cabeça.

São tantas as possibilidades que a internet pode nos ajudar, que para quem viaja sozinha é uma aliada e tanto!

A sua primeira viagem sozinha não precisa ser para muito longe

Às vezes o medo aumenta porque pensamos que viajar sozinha tem que ser já metendo os dois pés na porta e indo para um país tão tão distante.

Mas calma!

Se você ainda está receosa, não sabe bem se esse é o seu tipo de viagem, mas quer muito tentar, você pode ir para um local próximo, mas sozinha.

Acredite, não importa se é no Sudeste Asiático ou no litoral norte do seu Estado, estar sozinha será uma experiência e tanto de qualquer maneira.

E também é muito importante que, já que você vai sozinha, leia sobre os destinos e decida pelo que mais tem a ver com você.

Nessa viagem você não precisa se comprometer com mais ninguém além de si própria, não vai precisar ceder pelos desejos de ninguém, então escolha o que você gosta, o destino que fez teu coração acelerar.

É sempre bom escutar dicas de viagem das outras pessoas, mas não adianta nada alguém te falar que Nova York é incrível para viajar sozinha, se a cidade não faz teu perfil. Já a Bahia, que você a princípio nem estava cogitando, pode ser muito melhor. Depende de quem é você.

Faça experiências onde você mora para perder o medo de viajar sozinha

Se o medo ainda está muito forte, mas você também quer muito ter essa experiência, pode começar aí mesmo na sua cidade.

Saia para algum ponto turístico sozinha, se tiver passeios guiados em grupo, entre neles, veja como você se relaciona com esse mundo que te é conhecido, sozinha.

Pegue um dia para ir ao cinema só na sua companhia ou entre em um restaurante para comer sozinha.

São coisas que podem te dar um pouquinho mais a sensação de estar viajando sozinha e, com sorte, tirar o medo de algumas questões.

Informe-se

Embora eu mesma não seja uma pessoa organizada, se informar não tem nada a ver com isso. A gente precisa saber o mínimo do lugar onde estamos indo e eu sempre pesquiso bastante sobre cada destino.

Ler blogs, conversar com pessoas que já foram ou moram no lugar pela internet, ver vídeos ou escutar podcasts, fazem toda a diferença.

Você não precisa fazer um roteiro fechado não, você só precisa saber como funciona a logística da cidade para fazer seu planos, seja antes da viagem ou quando chegar lá.

Isso nos deixa mais seguras e o medo de viajar sozinha, nessas pesquisas e conversas antes da viagem, muitas vezes se transforma numa ansiedade e excitação deliciosa.

Vai com medo mesmo?

Ter medo não é nenhum defeito, aliás, muitas vezes isso é benéfico, pois esse sentimento nos protege em muitos momentos.

Saber nossos limites, ouvir nossa intuição, entender que aquele programa talvez não seja pra gente, tudo isso é o radar do medo que nos alerta.

medo de viajar sozinha como lidar

Temos um sistema de autoproteção e isso deve estar sempre conosco. O medo como ferramenta para uma apreensão diante de situações que podem ser perigosas é válido demais.

A única coisa que o medo não pode nos fazer, é paralisar.

Analise e sinta o que está acontecendo, o que pode acontecer e utilize do seu medo para se preparar melhor. Use-o como aliado.

Vai com medo sim, tal como vai com a esperança, com a alegria, com a motivação, com o frio na barriga, com os sonhos, com as infinitas possibilidades que o caminho tem para você.

Não deixe de fazer um seguro viagem!

O seguro viagem é aquele gasto que a gente tem, torcendo para que nunca precise utilizar esse serviço.

A verdade é que podemos passar anos viajando e nunca acontecer nenhuma fatalidade, mas quando menos esperamos, pode acontecer! E a realidade é que não queremos esperar acontecer pra se arrepender de não ter contratado o seguro né?

Podemos ficar doentes durante a viagem, precisar fazer alguma cirurgia às pressas, podemos sofrer algum acidente, nossas bagagens podem ser extraviadas, e tantos outros problemas que torcemos para passar longe da gente.

Mas e se acontecer? Pelo menos você estará assegurado.

Existem vários tipos de seguros, desde os mais básicos até uns bem completos para viagens longas. A dica é você avaliar qual o tipo de cobertura você precisa para sua viagem.

Alguns te oferecem assistência médica e seguro em caso de morte acidental, outros além disso oferecem coberturas para cancelamento de viagem, extravio de bagagem, medicamentos, assistência odontológica, repatriação, assistência jurídica e muito mais.

Recomendo para você o site da Seguros Promo (por esse link você ainda consegue 5% de desconto com o código ALEMDACURVA5), que possui diferentes tipos de seguros para você comparar por cobertura e preços, e verificar qual o melhor para a sua viagem.

Se você for gestante ou for praticar esportes, também há opções para te acolher e fazer com que sua viagem seja a mais confortável possível.

PLANEJANDO SUA VIAGEM?

Faça sua reserva pelos links parceiros do blog! Recebemos uma pequena comissão que ajuda a manter o blog no ar e você não paga nada a mais por isso.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: