Como chegar na Ilha do Campeche em Floripa

como chegar na ilha do campeche

Reservei um dia para conhecer um dos lugares que eu tinha mais ansiedade para visitar: a Ilha do Campeche em Florianópolis. E foi a Escape Floripa que agendou o passeio de barco até lá, pois eu não fazia ideia de como chegar na Ilha do Campeche até então.

O agendamento é mega importante porque tem limite de pessoas para entrar, a Ilha abriga uma importante parcela do patrimônio arqueológico do Estado de Santa Catarina. Para conservar o lugar, várias associações dividem a gestão da ilha que é tombada pelo Iphan.

Como chegar na Ilha do Campeche – Passeios de Barco:

A Ilha fica localizada em frente a Praia do Campeche, outro lugar muito bem frequentado em Florianópolis. Existem 03 locais por Floripa nos quais você pode embarcar para chegar na Ilha do Campeche:

  • A partir da Praia do Campeche, em botes infláveis, com o trajeto mais rápido (10 a 15 minutos) e também o mais caro, entre R$ 130 a 180,00.
  • A partir da Praia da Armação em barcos de pescadores, durando entre 30 a 40 minutos e sendo o mais barato, em torno de R$ 100,00.
  • A partir da Barra da Lagoa (onde eu peguei), em barcos fechados e grandes, com o maior tempo de trajeto que fica entre 01 hora e 01 hora e 20 minutos, e pagamos R$ 120,00 por pessoa. Aqui eles ofereceram água e frutas tanto na ida quanto na volta.como chegar na ilha do campeche

Lembrando que os valores podem alterar de acordo com a época em que a visita acontecer. A Escape Floripa trabalha com saídas para a Ilha do Campeche de todos os três locais e podem agendar para vocês, além de te pegarem em sua acomodação caso precisem.

O barco que pegamos saía as 10 horas, lembrando que é bom chegar com antecedência no local de embarque. Chegamos umas 11h00 na ilha e o barco retornou as 15h00 para nos apanhar.

Restaurantes na ilha

Lá na Ilha do Campeche existem apenas dois restaurantes e nenhum aceita cartão, portanto levem dinheiro. Uma coisa que eu e a Gi fizemos foi pegar as frutas que estavam dando no barco e levar para comer na praia junto com os lanches que levamos do hostel, assim não precisamos gastar nos restaurantes que são caros.

A ilha tornou-se lar de quatis, além de outros animais, que foram inseridos por ali para exterminar escorpiões e servir de caça aos pescadores.

Com o tempo os outros animais foram eliminados com a mudança de objetivo da Associação Couto de Magalhães que cuida da Ilha.

Porém os quatis continuaram por lá e é muito importante você tomar cuidado com seus pertences. Vimos os animais rasgando sacolas plásticas de algumas pessoas, xeretando nas bolsas alheias e saindo correndo com objetos e lanches.

Trilhas

Por lá existem várias trilhas que são sempre feitas com monitores e precisa agendar assim que chega na Ilha do Campeche, pagando apenas em dinheiro.

São trilhas terrestres e subaquáticas, que passam por costões, sítios arqueológicos e monumentos rochosos, e os preços variam de R$ 15,00 a 60,00. Leve tênis caso tenha a intenção de trilhar.

Eles são mega responsáveis e cuidadosos com a ilha, não permitem uma série de atos que possam contribuir com a má preservação dela.

Os monitores (de camisa azul) sempre chamavam a atenção das pessoas que tentavam subir nas pedras, pois isso também é proibido por lá. Quando chegamos na ilha, um monitor reuniu o grupo que desembarcou e passou todas as regras pra gente, pois o ecossistema ali é bem vulnerável.

Inclusive na Ilha do Campeche não há lixeiras, então guarde seu lixo e leve embora contigo.

Como é a Praia do Campeche?

Agora sem mais delongas, vamos falar sobre a praia e se realmente vale a pena.como chegar na ilha do campeche

A areia é bem clarinha e a água tem cor que varia entre o verde e o azul turquesa, lindo demais, com uma transparência incrível e águas calmas para ficar nadando tranquilamente. Nos restaurantes existem cadeiras de plásticos para sentar, mas a maioria leva de casa cadeiras de praia ou utiliza cangas.

Aliás, recomendo levar cooler, guarda-sol, cadeira de praia ou canga, pois não encontra nada por lá. Não levamos guarda-sol, mas conseguimos encontrar um cantinho do lado esquerdo que as árvores faziam sombra.

Eu amei a praia da Ilha do Campeche, ainda mais porque a água estava tranquilinha e deu pra aproveitar muito, porém achei mega caro para chegar até lá. Se vale a pena ou não, vai depender muito do quanto você pode e está disposto a gastar.

Florianópolis possui praias lindíssimas e eu conto um pouco sobre o Leste da Ilha nesse post, se você achar que vai ficar pesado ir até a Ilha do Campeche, terão outras praias para aproveitar.

* Agradeço a Escape Floripa que nos forneceu como cortesia um passeio pelo Leste da Ilha de Florianópolis e agendou esse passeio pela Ilha do Campeche. Por favor, veja a política do blog para mais informações.

PLANEJE SUA VIAGEM!

Toda reserva que você faz por um link aqui do blog eu ganho uma pequena comissão, enquanto você não paga nada a mais por isso. E ainda ajuda a manter o Além da Curva no ar, com muitas novidades sempre.

Então, que tal reservar?

Hospedagem com ótimos preços pelo Booking.

Aluguel de quarto ou apartamento pelo Airbnb.

Seguro viagem pela Seguros Promo.

Chip internacional com a Viaje Conectado.

Você pode gostar

11 Comentários

  1. Estive mês passado (maio) em Florianópolis pela primeira vez e fiquei encantada com a beleza das praias e a educação das pessoas. Quero muito voltar mais vezes e desbravar tudo que a ilha e o entorno oferecem, um destino que vale muito a pena. Amei!

  2. eu nao fui na ilha pq fui no inverno e deu aquele medinho de me molhar na agua gelada ahueahe mas no verao com ctz irei para ver os resquicios super antigos!

  3. Morro de vontade de conhecer a Ilha do Campeche. Estive na praia do Campeche mas já era tarde pra ir até a ilha. Não sabia que havia tanta diferença de tempo para chegar! Adorei as dicas!

  4. Eu fui na praia e morri de vontade de ir na ilha do Campeche, mas não sabia como chegar… Quem dera ter lido o seu post antes! Adorei a dica. Anotada para uma próxima ida para Floripa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *