O que fazer em Montevideo em 3 dias

O que fazer em Montevideo em 3 dias

O Uruguai é um país pequeno, tanto que possui o apelido de paisito, logo sua capital também é estreita. Geralmente 3 dias em Montevideo é um bom tempo para fazer muitas coisas e ter uma ótima visão de como funciona o país.

Eu já fiz um post com algumas dicas úteis de lá e comentei o quanto fiquei apaixonada pelo Uruguai.

O QUE FAZER EM MONTEVIDEO EM 3 DIAS

DIA 01:

Como meu hostel estava atrás da Av. 18 de Julio, assim que cheguei já fui passear por ela em direção à Cidade Velha. Nessa caminhada eu pude ver muito do dia a dia das pessoas que moram ali e me apegar muito àquele povo. Enquanto passeava vi muitas manifestações artísticas e políticas pela rua e principalmente na Av. 18 de Julio, o que me agradou ainda mais.

Um dos primeiros locais a ver é o prédio da Intendencia de Montevideo (a prefeitura) e lá em cima dele você pode visitar o Mirador Panoramico.

Logo depois a parada foi na Fuente de Los Candados, na própria avenida. Aqui segue aquela velha premissa romântica que está gravada em uma placa na fonte:

Se colocarem um cadeado com as iniciais de duas pessoas que se amam aqui, eles retornarão juntos a este local e seu amor viverá para sempre.

O que fazer em Montevideo em 3 dias

Existem ações como essa em todo canto do mundo. Não achei a fonte suuuper linda, mas para quem quiser eternizar seu romance, por que não um pouco de superstição?

Mais a frente você vai encontrar a Plaza Fabini, um local gostoso para descansar e contemplar, apesar de pequeno.

Caminhando para o fim da Av. 18 de Julio ela irá acabar na Plaza Independencia, um dos pontos mais fotografados de Montevideo. É ali que está a estátua do General José Artigas, herói da independência uruguaia.

O que fazer em Montevideo em 3 dias

Na praça eu consegui um Wi-fi público muito bom, então caso precisem de internet podem tentar por lá.

Abaixo da imponente estátua de Artigas encontra-se seu mausoléu, com dois soldados imóveis guardando suas cinzas. Nas paredes podemos ler um pouco da historia desse homem. A entrada é gratuita.

O próximo ponto de parada foi o Teatro Solís, que fica do lado da praça e possui visitas guiadas em espanhol, português, inglês e francês. Custa $ 90 pesos, sendo que toda quarta-feita é gratuito. O teatro é maravilhoso e vale muito a pena a visita.

O que fazer em Montevideo em 3 dias

Do outro lado da praça fica a Puerta de La Ciudadela, que é a porta de entrada para a Cidade Velha. Essa porta é resquício da muralha que protegia Montevideo na época do período colonial e um símbolo de resistência. Era a única entrada para a cidade, protegida por 50 canhões e uma ponte levadiça.

A partir dali começa a Ciudad Vieja e mais especificamente na Peatonal Sarandí (rua apenas para pedestres) é que nós, turistas, iremos aproveitar.

Ela tem um ar totalmente diferente do resto da cidade, as construções nos levam a uma época já perdida, mas ali preservada. Vamos encontrar restaurantes, muitas lojas, museus, ambulantes, um pouco de tudo. Porém, cuidado, em dias de semana a rua fica lotada, os comércios estão todos abertos e é super tranquilo de caminhar, mas a noite fica tudo deserto e com pouca iluminação. Aos domingos, mesmo durante o dia, essa parte da cidade parece morta e desaconselham ficar andando por lá porque pode ser perigoso.

LEIA MAIS:
O que fazer em Colonia del Sacramento
Conheça Cabo Polonio

Um dos museus que achei interessante por ali é o Museo del Carnaval, que contém roupas, fotos e instrumentos que representam o carnaval uruguaio. Preço: $ 120 pesos para o público em geral e $ 70 pesos para membros de países do MERCOSUL. Menores de 12 anos não pagam.

Depois de visitar a Cidade Velha, você pode seguir para o Mercado del Puerto, que eu já comentei no post anterior. Lá eu também comento o porquê não achei que valeu a pena.

Dizem que Buenos Aires dá as costas para o Rio da Prata, já Montevideo chegou de braços abertos para ele. É muito comum ver os locais indo de encontro com seus amigos, pegar uma bicicleta, sentar para desenhar ou fazer uma caminhada pelas Ramblas.

Rambla é como se fosse a orla de Montevideo. O clima é delicioso e eu recomendo que da Cidade Velha se encaminhem para as ramblas e caminhe por ela até onde você conseguir. É uma paz caminhar ali e contemplar os uruguaios, a paisagem e assistir o pôr do sol que é lindo!

DIA 02:

Você pode pegar a manhã e visitar o Parque Rodó, o parque mais famoso da cidade e muito gostoso para passear. Nele você pode visitar Museu de Artes Visuais, andar nos pedalinhos, tirar fotos ou somente caminhar mesmo.

Se você for amante de futebol vá conhecer o Museo del Fútbol no Estadio Centenario, o estádio construído para a primeira copa do mundo, lá em 1930.

E se puder também conheça o Museo de La Memoria, que conta tudo sobre a ditadura uruguaia.

Nesse dia eu passei pelo Shopping Punta Carretas e gostaria de contar a história dele aqui. Antigamente ali era uma penitenciária de segurança máxima, onde ocorreu a maior fuga de prisioneiros políticos de todos os tempos: a fuga de cem pessoas do grupo Tupamaros.

Adivinha quem era um desses fugitivos? O ex presidente uruguaio Pepe Mujica, que ficou preso parte da ditadura militar do país.

Depois do shopping fui para um lugar bem gostoso para um fim de tarde, que é apreciar o Rio da Prata no pôr do sol mais bonito que eu vi em Montevideo no Faro de Punta Brava. Ele está localizado no fim da Rambla de Punta Carretas e você pode, inclusive, subir no farol para apreciar a vista dali. Ele fecha antes do pôr do sol, então chegue mais cedo.

Quando descer do farol, já se prepara para o pôr do sol. Eu me acheguei ali nas pedras e fiquei contemplando aquele momento sozinha porque não havia mais ninguém no dia que fui, até que começaram a aparecer alguns gatinhos para me fazer companhia. Foi muito lindo e lavou minha alma aquele momento.

O que fazer em Montevideo em 3 dias

DIA 03:

Você pode conhecer uma das praias ou várias delas que Montevideo possui.

A Playa Ramirez fica perto do Parque Rodó. Depois temos a Playa de los Pocitos, Playa Buceo, Playa Malvin, Playa Brava, Playa Honda, Playa Verde, Playa la Mulata e a Playa Carrasco, que é bem mais longe.

Agora vou falar sobre o que mais me surpreendeu na cidade e que ocupa um espaço gigantesco no meu coração desde então: o Candombe.

É um ritmo musical meio parecido com Olodum misturado com Maracatu, sendo uma dança africana que foi totalmente incorporada na cultura uruguaia.

O que fazer em Montevideo em 3 dias

Foi tão divertido que eu estou sorrindo ao escrever sobre esse dia, com tanta energia boa que foi.

O candombe acontece em fevereiro (igual ao nosso carnaval) e ao longo do ano eles ficam ensaiando pelas calles. Aliás, foi assim que conheci. Perguntei no hostel o que os uruguaios estavam fazendo e a recepcionista me mandou direto para o local da concentração do ensaio.

A informação que obtive é a de que todo sábado e domingo, antes de fevereiro, eles estão com seus instrumentos dando um pouco de vida àquelas ruas que já são lindas. O grupo que eu encontrei desceu até o Parque Rodó, onde dispersaram.

É ruim falar para vocês “tem que ir”, mas é algo incrível de se ver e viver. Certamente a primeira lembrança que me vem à cabeça é a daquele dia. Foi tão gratificante estar ali e queria que todos sentissem isso, mas vai de cada um né? O que me faz bem pode não servir muito para você. É a beleza da vida, pluralidades.

Foi no Candombe que conheci pessoas maravilhosas. A Marne, brasileira de João Pessoa que conheci no couchsurfing e se tornou muito amiga minha (já até a visitei na Paraíba); Maria, outra paraibana mas que mora em Montevideo e nos mostrou a vida noturna da cidade; e Damian, um uruguaio livre no mundo, super alto astral e que odeia Mujica. Ficamos na rua aquele dia até tarde conversando e bebendo. O legal é que ninguém ali se conhecia, mas nos conectamos.

Eu fiquei encantada com “o jeito uruguaio de ser”, pois se tem algo que cativa mais do que tudo nesse país, é o seu povo. Gentis, educados, animados e sempre solícitos com a gente. Fica aqui expressa a minha admiração por esses seres humanos.

LEIA MAIS:
José Ignacio: a vilinha bucólica e charmosa do Uruguai, pelo blog Across the Universe

Você acrescentaria mais alguma coisa nesse post sobre o que fazer em 3 dias em Montevideo? Eu fiquei mais dias, mas basicamente conheci a rodoviária, porque ficava indo para uma cidade de um lado do Uruguai e depois precisava ir para outra que fica na outra ponta do país. Sendo obrigatória a passagem por Montevideo.

Seguro Viagem: América do Sul
TA 40 Especial - Internacional TA 40 Especial - Internacional Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 10/dia*
ITA 60 SMART INTER ITA 60 SMART INTER Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.000 (COMPLEMENTAR) R$ 13/dia*
Intermac I30 Intermac I30 Assistência médica USD 30.000 Bagagem extraviada USD 350 (SUPLEMENTAR) R$ 11/dia*

PLANEJE SUA VIAGEM!

Toda reserva que você faz por um link aqui do blog eu ganho uma pequena comissão, enquanto você não paga nada a mais por isso. E ainda ajuda a manter o Além da Curva no ar, com muitas novidades sempre.

Então, que tal reservar?

Hospedagem com ótimos preços pelo Booking.

Aluguel de quarto ou apartamento pelo Airbnb.

Seguro viagem pela Seguros Promo.

Chip internacional com a Viaje Conectado.

Você pode gostar

5 Comentários

  1. Confesso que não fiquei muito fã de MVD quando visitei, mas no seu post com as dicas de roeteiro para 3 dias você já mostrou coisas diferentes do que fiz. Fiquei com vontade de voltar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *