O que fazer em Montevideo em 3 dias

O que fazer em Montevideo em 3 dias

O Uruguai é um país pequeno, tanto que possui o apelido de paisito, logo sua capital também é estreita. Geralmente 3 dias em Montevideo é um bom tempo para fazer muitas coisas e ter uma ótima visão de como funciona o país.

Eu já fiz um post com algumas dicas úteis de lá e comentei o quanto fiquei apaixonada pelo Uruguai.

O QUE FAZER EM MONTEVIDEO EM 3 DIAS

DIA 01:

Como meu hostel estava atrás da Av. 18 de Julio, assim que cheguei já fui passear por ela em direção à Cidade Velha. Nessa caminhada eu pude ver muito do dia a dia das pessoas que moram ali e me apegar muito àquele povo. Enquanto passeava vi muitas manifestações artísticas e políticas pela rua e principalmente na Av. 18 de Julio, o que me agradou ainda mais.

Um dos primeiros locais a ver é o prédio da Intendencia de Montevideo (a prefeitura) e lá em cima dele você pode visitar o Mirador Panoramico.

Logo depois a parada foi na Fuente de Los Candados, na própria avenida. Aqui segue aquela velha premissa romântica que está gravada em uma placa na fonte:

Se colocarem um cadeado com as iniciais de duas pessoas que se amam aqui, eles retornarão juntos a este local e seu amor viverá para sempre.

O que fazer em Montevideo em 3 dias

Existem ações como essa em todo canto do mundo. Não achei a fonte suuuper linda, mas para quem quiser eternizar seu romance, por que não um pouco de superstição?

Mais a frente você vai encontrar a Plaza Fabini, um local gostoso para descansar e contemplar, apesar de pequeno.

Caminhando para o fim da Av. 18 de Julio ela irá acabar na Plaza Independencia, um dos pontos mais fotografados de Montevideo. É ali que está a estátua do General José Artigas, herói da independência uruguaia.

O que fazer em Montevideo em 3 dias

Na praça eu consegui um Wi-fi público muito bom, então caso precisem de internet podem tentar por lá.

Abaixo da imponente estátua de Artigas encontra-se seu mausoléu, com dois soldados imóveis guardando suas cinzas. Nas paredes podemos ler um pouco da historia desse homem. A entrada é gratuita.

O próximo ponto de parada foi o Teatro Solís, que fica do lado da praça e possui visitas guiadas em espanhol, português, inglês e francês. Custa $ 90 pesos, sendo que toda quarta-feita é gratuito. O teatro é maravilhoso e vale muito a pena a visita.

O que fazer em Montevideo em 3 dias

Do outro lado da praça fica a Puerta de La Ciudadela, que é a porta de entrada para a Cidade Velha. Essa porta é resquício da muralha que protegia Montevideo na época do período colonial e um símbolo de resistência. Era a única entrada para a cidade, protegida por 50 canhões e uma ponte levadiça.

A partir dali começa a Ciudad Vieja e mais especificamente na Peatonal Sarandí (rua apenas para pedestres) é que nós, turistas, iremos aproveitar.

Ela tem um ar totalmente diferente do resto da cidade, as construções nos levam a uma época já perdida, mas ali preservada. Vamos encontrar restaurantes, muitas lojas, museus, ambulantes, um pouco de tudo. Porém, cuidado, em dias de semana a rua fica lotada, os comércios estão todos abertos e é super tranquilo de caminhar, mas a noite fica tudo deserto e com pouca iluminação. Aos domingos, mesmo durante o dia, essa parte da cidade parece morta e desaconselham ficar andando por lá porque pode ser perigoso.

LEIA MAIS:
O que fazer em Colonia del Sacramento
Conheça Cabo Polonio

Um dos museus que achei interessante por ali é o Museo del Carnaval, que contém roupas, fotos e instrumentos que representam o carnaval uruguaio. Preço: $ 120 pesos para o público em geral e $ 70 pesos para membros de países do MERCOSUL. Menores de 12 anos não pagam.

Depois de visitar a Cidade Velha, você pode seguir para o Mercado del Puerto, que eu já comentei no post anterior. Lá eu também comento o porquê não achei que valeu a pena.

Dizem que Buenos Aires dá as costas para o Rio da Prata, já Montevideo chegou de braços abertos para ele. É muito comum ver os locais indo de encontro com seus amigos, pegar uma bicicleta, sentar para desenhar ou fazer uma caminhada pelas Ramblas.

Rambla é como se fosse a orla de Montevideo. O clima é delicioso e eu recomendo que da Cidade Velha se encaminhem para as ramblas e caminhe por ela até onde você conseguir. É uma paz caminhar ali e contemplar os uruguaios, a paisagem e assistir o pôr do sol que é lindo!

DIA 02:

Você pode pegar a manhã e visitar o Parque Rodó, o parque mais famoso da cidade e muito gostoso para passear. Nele você pode visitar Museu de Artes Visuais, andar nos pedalinhos, tirar fotos ou somente caminhar mesmo.

Se você for amante de futebol vá conhecer o Museo del Fútbol no Estadio Centenario, o estádio construído para a primeira copa do mundo, lá em 1930.

E se puder também conheça o Museo de La Memoria, que conta tudo sobre a ditadura uruguaia.

Nesse dia eu passei pelo Shopping Punta Carretas e gostaria de contar a história dele aqui. Antigamente ali era uma penitenciária de segurança máxima, onde ocorreu a maior fuga de prisioneiros políticos de todos os tempos: a fuga de cem pessoas do grupo Tupamaros.

Adivinha quem era um desses fugitivos? O ex presidente uruguaio Pepe Mujica, que ficou preso parte da ditadura militar do país.

Depois do shopping fui para um lugar bem gostoso para um fim de tarde, que é apreciar o Rio da Prata no pôr do sol mais bonito que eu vi em Montevideo no Faro de Punta Brava. Ele está localizado no fim da Rambla de Punta Carretas e você pode, inclusive, subir no farol para apreciar a vista dali. Ele fecha antes do pôr do sol, então chegue mais cedo.

Quando descer do farol, já se prepara para o pôr do sol. Eu me acheguei ali nas pedras e fiquei contemplando aquele momento sozinha porque não havia mais ninguém no dia que fui, até que começaram a aparecer alguns gatinhos para me fazer companhia. Foi muito lindo e lavou minha alma aquele momento.

O que fazer em Montevideo em 3 dias

DIA 03:

Você pode conhecer uma das praias ou várias delas que Montevideo possui.

A Playa Ramirez fica perto do Parque Rodó. Depois temos a Playa de los Pocitos, Playa Buceo, Playa Malvin, Playa Brava, Playa Honda, Playa Verde, Playa la Mulata e a Playa Carrasco, que é bem mais longe.

Agora vou falar sobre o que mais me surpreendeu na cidade e que ocupa um espaço gigantesco no meu coração desde então: o Candombe.

É um ritmo musical meio parecido com Olodum misturado com Maracatu, sendo uma dança africana que foi totalmente incorporada na cultura uruguaia.

O que fazer em Montevideo em 3 dias

Foi tão divertido que eu estou sorrindo ao escrever sobre esse dia, com tanta energia boa que foi.

O candombe acontece em fevereiro (igual ao nosso carnaval) e ao longo do ano eles ficam ensaiando pelas calles. Aliás, foi assim que conheci. Perguntei no hostel o que os uruguaios estavam fazendo e a recepcionista me mandou direto para o local da concentração do ensaio.

A informação que obtive é a de que todo sábado e domingo, antes de fevereiro, eles estão com seus instrumentos dando um pouco de vida àquelas ruas que já são lindas. O grupo que eu encontrei desceu até o Parque Rodó, onde dispersaram.

É ruim falar para vocês “tem que ir”, mas é algo incrível de se ver e viver. Certamente a primeira lembrança que me vem à cabeça é a daquele dia. Foi tão gratificante estar ali e queria que todos sentissem isso, mas vai de cada um né? O que me faz bem pode não servir muito para você. É a beleza da vida, pluralidades.

Foi no Candombe que conheci pessoas maravilhosas. A Marne, brasileira de João Pessoa que conheci no couchsurfing e se tornou muito amiga minha (já até a visitei na Paraíba); Maria, outra paraibana mas que mora em Montevideo e nos mostrou a vida noturna da cidade; e Damian, um uruguaio livre no mundo, super alto astral e que odeia Mujica. Ficamos na rua aquele dia até tarde conversando e bebendo. O legal é que ninguém ali se conhecia, mas nos conectamos.

Eu fiquei encantada com “o jeito uruguaio de ser”, pois se tem algo que cativa mais do que tudo nesse país, é o seu povo. Gentis, educados, animados e sempre solícitos com a gente. Fica aqui expressa a minha admiração por esses seres humanos.

LEIA MAIS:
José Ignacio: a vilinha bucólica e charmosa do Uruguai, pelo blog Across the Universe

Você acrescentaria mais alguma coisa nesse post sobre o que fazer em 3 dias em Montevideo? Eu fiquei mais dias, mas basicamente conheci a rodoviária, porque ficava indo para uma cidade de um lado do Uruguai e depois precisava ir para outra que fica na outra ponta do país. Sendo obrigatória a passagem por Montevideo.


Caso queira procurar hospedagem em Montevideo, indico fazer a busca pelo Booking.com. Toda reserva que você faz por um link aqui do blog eu ganho uma comissão, enquanto você não paga nada a mais por isso. E ainda ajuda a manter o Além da Curva no ar, com muitas novidades sempre.


Seguro Viagem: América do Sul
TA 40 Especial - Internacional TA 40 Especial - Internacional Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 9/dia*
AC 35 INTER + TELEMEDICINA AC 35 INTER + TELEMEDICINA Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 12/dia*
AT 40 INTER AT 40 INTER Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.500 (COMPLEMENTAR) R$ 27/dia*

Você pode gostar

5 Comentários

  1. Confesso que não fiquei muito fã de MVD quando visitei, mas no seu post com as dicas de roeteiro para 3 dias você já mostrou coisas diferentes do que fiz. Fiquei com vontade de voltar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *