Trilha da Pedra Grande | Parque da Cantareira

Pedra Grande Cantareira

A Cantareira é uma das fontes mais importantes de abastecimento de água da cidade de São Paulo. Além disso é considerada uma das maiores florestas urbanas nativas do mundo, abrangendo os municípios de São Paulo, Guarulhos, Mairiporã e Caieiras. E na capital paulista você pode entrar em contato com essa natureza fazendo a trilha da Pedra Grande no Parque Estadual da Cantareira.

Nos séculos XVI e XVII costumavam guardar água em jarros de barro e as prateleiras onde eram guardados chamavam-se cantareiras. Como haviam muitas nascentes e córregos na região, apelidaram a Serra da Cantareira.

No parque existe uma rica fauna e flora que podemos observar ao caminhar por ele. Por isso, devemos respeitar demais cada ser que caminha por lá, bem como todas as árvores que encontrando. Não jogue lixo nem faça fogueiras.

LEIA MAIS:
O que fazer em um dia em São Paulo

DIVISÃO DO PARQUE:

São 04 núcleos: Pedra Grande, Águas Claras, Engordador e Cabuçu. Por enquanto eu só conheço o primeiro, que está a 10km do centro de São Paulo e 04km de minha casa. É tombado pela UNESCO como zona núcleo da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde de São Paulo.

ENTRADA PARA A PEDRA GRANDE – CANTAREIRA:

Para entrar no parque é preciso pagar o valor de R$ 15,00 (possui meia entrada).

O funcionamento é de sábado, domingo e feriado das 08h00 às 17h00, sendo que a bilheteira fecha as 16h00 e a trilha da Pedra Grande pode ser iniciada até as 15h00. Os dias de semana são reservados para excursões escolares ou de instituições previamente agendadas.

TRILHA DA PEDRA GRANDE – CANTAREIRA

O maior atrativo é, sem dúvidas, a própria Pedra Grande, de onde temos uma vista privilegiada de grande parte de São Paulo. É impactante vê-la toda encoberta por uma crosta cinza de poluição.

A vista é linda e de tirar o fôlego. Para chegar até ela são 9,6 km ida e volta de trilha.Pedra Grande Cantareira

A trilha em si é pavimentada, o que a faz ser mais tranquila. Porém existem algumas subidas que podem cansar.

Depois de chegar e contemplar o visual na Pedra Grande da Cantareira você pode seguir caminho para chegar no Lago das Carpas, que fica mais 3km adiante. Uma das vezes que fiz a trilha cheguei até lá, mas estava fechado. Espero retornar em breve e encontrar o lugar aberto para conhecer, dizem ser bem gostoso.

Além dessas duas trilhas, existem outras espalhadas pelo parque. São trilhas no mato e me parecem de dificuldade leve, porém ainda não fiz nenhuma para atestar. Na entrada do parque existe um mapa com todas as trilhas possíveis, com a estimativa de tempo para percorrê-las e onde começar.

Por lá é tudo bem sinalizado e eu já fui tanto acompanhada como sozinha.

É um ótimo programa para quem quer desconectar da loucura que é viver em São Paulo, vale a pena descobrir esse lado silencioso da nossa inquieta metrópole.

PLANEJE SUA VIAGEM!

Toda reserva que você faz por um link aqui do blog eu ganho uma pequena comissão, enquanto você não paga nada a mais por isso. E ainda ajuda a manter o Além da Curva no ar, com muitas novidades sempre.

Então, que tal reservar?

Hospedagem com ótimos preços pelo Booking.

Aluguel de quarto ou apartamento pelo Airbnb.

Seguro viagem pela Seguros Promo.

Chip internacional com a Viaje Conectado.

Você pode gostar

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *